INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

Olá amigos,

Esse blog é um espaço para a divulgação de notícias de uma forma geral envolvendo todo tipo de matéria sobre a comunicação e marketing católico.

Nos propomos a pesquisar tudo o que existe de matérias sobre a comunicação e marketing católico na web e em outras fontes de comunicação, concentrando-as nessa ferramenta que agora estamos disponibilizando, de forma a facilitar a pesquisa e coleta de informações pelas PASCOM de todas as Paróquias espalhadas pelo Brasil afora. Será também um espaço para divulgação de notícias das próprias PASCOM.

Dessa forma, esperamos que seja um meio onde se poderá encontrar, num só lugar, qualquer matéria publicada que envolva a comunicação e marketing dentro da nossa querida Igreja Católica.

Ajude-nos informando sobre suas atividades, eventos, seminários, encontros, retiros etc, que envolvam os meios de comunicação dentro da sua Paróquia, Vicariato ou Diocese.

Vamos à luta, com a graça de Deus e a força do Espírito Santo, pois COMUNICAÇÃO É EVANGELIZAÇÃO !

Por: José Vicente Ucha Campos

Contato:
jvucampos@gmail.com

terça-feira, 29 de julho de 2014

segunda-feira, 28 de julho de 2014

RCR COMPLETA 20 ANOS

Há 20 anos, uma rede de 230 rádios a serviço das comunidades católicas e dos valores crstãos 

A rede de rádios católicas brasileiras completa 20 anos. A rede reúne 230 emissoras de todo o Brasil, conta com uma "base de rádio" em cada região, e coloca em comum o compromisso para a evangelização desde 1994. 
O primeiro objetivo da RCR (Rede Católica de Rádio) nestes 20 anos foi o de reforçar a Igreja no Brasil por meio da conexão entre as estações que trabalham juntas usando o poder criativo da rádio. O objetivo é manter viva a mensagem do Evangelho através de ondas de rádio, consolidar e difundir a comunicação inspirada nos ideais do Evangelho. 

A  RCR recorda que as principais tarefas da Rede são: promover a fidelidade aos valores do Evangelho, o respeito à vida e à dignidade humana; convidar para práticas religiosas; contribuir para a educação e cultura; fomentar o espírito de solidariedade, partilha e comunhão; promover a inovação tecnológica e a responsabilidade socioambiental. 

Fundada em 1994, a RCR é uma associação de organizações de rádio formalmente ligadas à Igreja Católica e rádios leigas de inspiração cristã que trabalham a serviço das comunidades ou dioceses. 

É composta por sete bases grandes e potentes de rádios, com produção própria: Rede Aparecida em São Paulo; Rede Canção Nova (SP); Rede Milicia Sat (SP); Rede Pai Eterno, em Goiás; Rede Sul de Rádio no Rio Grande do Sul; Rede Scalabriniana e Rede Evangelizar é Preciso. 

Segundo o instituto de pesquisa Ibope, nos meses de abril, maio e junho de 2014, a Base Geradora da RCR, Rádio Imaculada Conceição, estava no sétimo lugar no ranking de audiência na região metropolitana de São Paulo.
Fonte: Agência Fides (25/07/2014)

domingo, 27 de julho de 2014

VII ENCONTRO COM OS JORNALISTAS DAS DIOCESES, REGIONAIS, ORGANISMOS E PASTORAIS DA CNBB


VII Encontro com Jornalistas das Dioceses, Regionais, Pastorais e Organismos da CNBBocorrerá no segundo semestre, de 12 a 14 de setembro, na Casa de Retiros Assunção, em Brasília (DF).  
O evento é uma iniciativa da Assessoria de Imprensa da CNBB e visa ser um espaço de troca de experiências, debates sobre assuntos de interesses da área, bem como de fortalecimento dos laços entre esses profissionais que se dedicam ao serviço de assessoria de imprensa nas dioceses, regionais, pastorais e organismos da Conferência.
A programação será disponibilizada oportunamente. Mas, desde já, reiteramos a necessidade de observar os requisitos abaixo para a participação em nosso encontro:
  1. Público-alvo: Profissional ou não, com atuação na assessoria de imprensa da diocese, regional, pastoral ou organismo, apresentado/a pelo Arce/Bispo.
  2. Investimento
    1. Taxa de inscrição de R$ 100,00. 
    2. Hospedagem: R$ 200, 00 (total das diárias) com direito à alimentação e pernoite, a ser acertada com a direção da Casa de Retiros Assunção.
  3. Orientações:
    1. O encontro será na Casa de Retiros Assunção, localizada à ‘Avenida’ L2 Norte, Quadra 611, Brasília (DF), tel.: (61) 3274-5336 / 3272-3526.
    2. Início às 18h do dia 12/09/14 e término às 12h do dia 14/09/14.
    3. As vagas são limitadas, e o participante deve ficar em tempo integral.
Fonte: CNBB

quinta-feira, 24 de julho de 2014

PRIMEIRO CONGRESSO NACIONAL CATÓLICOS ONLINE - CONACAT


Você que está inscrito no Conacat, prepare-se: vem aí mais uma promoção por email! 
Valendo livros da editora Cléofas, do Prof. Felipe Aquino e brindes do ateliê Novas Marias! 
Se você quiser participar inscreva-se em www.catolicoemrede.com.br 
e aguarde o email do Wagner (comunicacao@wagnermoura.com.br).

quarta-feira, 23 de julho de 2014

sábado, 19 de julho de 2014

PRIMEIRO CONGRESSO ONLINE PARA CATÓLICOS


Um auxílio para os católicos que desejam evangelizar
no meio digital

O evento é uma resposta ao pedido do Papa Francisco aos católicos do mundo inteiro: uma adesão consciente à Cultura do Encontro. Com 42 palestrantes e sete dias de duração, o Congresso Nacional Católicos Online (Conacat) acontecerá de 11 a 17 de agosto. Será um congresso gratuito e o primeiro evento organizado completamente online, no Brasil.

O Congresso conta com o apoio do vice-presidente da CNBB, Dom José Belisário da Silva, e tem como organizador o jornalista Wagner Moura.

Wagner Moura participou como membro convidado do Vatican Blog Meeting em 2011 - encontro mundial de blogueiros promovido pela Igreja Católica em Roma - primeiro evento do gênero promovido pelo Vaticano. Com o ideal de promover um evento capaz de reunir os jovens brasileiros por meio da internet, Wagner idealizou o Conacat, tendo como principal objetivo o ato de fomentar uma maior participação católica na internet com formação adequada.

O evento vai ajudar a Casa de Amparo Frei Galvão, em Nilópolis (RJ), e a Associação Guadalupe, Campo Limpo (SP), instituições que acolhem mulheres grávidas em situação de risco social. Após a transmissão gratuita as palestras serão vendidas, 50% do valor vai para as instituições.

Entre os palestrantes encontramos nomes de destaque como: Professor Felipe Aquino; Padre Joãozinho (SCJ); Padre John Wauck, professor da Escola de Comunicação e Igreja (Pontificia Università della Santa Croce).

“O principal objetivo é servir como auxílio para o leigo que é o protagonista, com foco na formação dos que desejam evangelizar nesse meio digital. Por isso foram convidados sacerdotes e leigos de reconhecida atuação na Igreja, de diversas regiões do Brasil e do mundo. Se um católico quer evangelizar e não tem como viajar para participar de encontros como este, levamos os palestrantes aos que desejam formação”, explicou o organizador.

“Este será um congresso muito importante, com temas de interesse para todos que trabalham com a evangelização. Eu aconselho aos que puderem participar!”, recomenda o arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da CNBB, Dom José Belisário da Silva.

De 11 a 17 de agosto de 2014


 Inscrições:
www.catolicoemrede.com.br

Facebook: www.facebook.com/congressoonline

Fonte: Aleteia

quarta-feira, 16 de julho de 2014

ATEUS OFERECEM 5 EUROS POR CADA CRUCIFIXO RETIRADO DE UM LUGAR PÚBLICO NA ESPANHA


Por cada símbolo religioso que seja retirado de lugares públicos na Espanha, a Associação Valenciana de Ateus e Pensadores Livres pagará cinco euros.
 
A campanha “Retire um crucifixo dos serviços públicos”, pretende incentivar com pensamentos e economicamente o cumprimento da aconfessionalidade do Estado definida pela Constituição. Escolas, hospitais, quartéis, fóruns, prefeituras, centenas de edifícios são alvos desta campanha que, com um orçamento total de 2.500 euros, espera retirar 500 crucifixos.
 
“Queremos devolver os símbolos religiosos a seu lugar natural, que são as Igrejas, os templos ou os conventos. Os crucifixos que recolhamos, colocaremos em instituições religiosas que é onde eles devem estar”, explica Antonio Pérez Solís, presidente da associação.
 
Segundo pesquisa do CIS de abril de 2014, 26,1% da população espanhola se declara não crente, agnóstica ou ateia.
 
O procedimento de retirada dos símbolos parece simples. “A campanha inclui qualquer organismo estatal, autonômico ou local que realize sua função na Comunidade Valenciana. O responsável pelo centro é quem entrará em contato com a associação. Não podemos pedir a um empregado que retire o crucifixo porque não tem a faculdade de fazê-lo e se mete em uma confusão”, explica Solís. “Estarão pelo trabalho os diretores dos centros?”.
 
O governo regional de Valência, regido pelo Partido Popular, – liberal- exigiu em numerosos centros públicos, (escolas, hospitais, etc) que se retirem os símbolos religiosos com base na “aconfessionalidade do Estado refletida na Constituição”. A campanha defende a laicidade porque “qualquer pessoa pode levar símbolos ou textos sagrados de sua confissão onde quer que vá sem necessidade de que o Estado os proporcione”.
 
A Associação Valenciana de Ateus e Librepensadores recorda que “os símbolos religiosos não têm nenhuma funcionalidade objetiva que ajude a prestar um serviço público melhor ou de forma mais eficiente”.
 
O presidente da Associação Valenciana de Ateus e Pensadores Livres, –que recebe uma subvenção oficial- acrescenta que “é nas zonas rurais onde mais continuam fazendo uso desses símbolos religiosos em dependências públicas, sobretudo, nas escolas e bibliotecas porque dizem que não vulnera o direito dos pais à livre educação”.
 
Fonte: Blog Carmadélio

domingo, 13 de julho de 2014

QUAL A MELHOR FORMA DE COMUNICAR A MENSAGEM DO EVANGELHO POR UM SACERDOTE?


Padre Francês revoluciona a forma de converter os fiéis e trazer os católicos à Igreja novamente
 
É o que está a fazer depois de ter transformado uma igreja a ponto de fechar e de ser demolida na paróquia com mais vida de Marselha. O mérito é ainda maior dado que o templo está no bairro com uma enorme presença de muçulmanos numa cidade em que menos de 1% da população é católica praticante.

Foi um músico de sucesso

A chave para este sacerdote que antes foi músico de êxito em cabarés de Paris e Montecarlo é a “presença”, tornar Deus presente no mundo de hoje. As portas da sua igreja estão abertas de par em par o dia inteiro e veste de batina porque “todos, cristãos ou não, têm direito a ver um sacerdote fora da igreja”.
 
Na Missa: de 50 a 700 assistentes
 
O balanço é impressionante. Quando em 2004 chegou à paróquia de S. Vicente de Paulo no centro de Marselha a igreja estava fechada durante a semana e a única missa dominical era celebrada na cripta para apenas 50 pessoas. Segundo o que conta, a primeira coisa que fez foi abrir a igreja todos os dias e celebrar no altar-mor. Agora a igreja fica aberta quase todo o dia e é preciso ir buscar cadeiras para receber todos os fiéis. Mais de 700 todos os domingos, e mais ainda nas grandes festas. Converteu-se num fenômeno de massas não só em Marselha mas em toda a França, com reportagens nos meios de comunicação de todo o país, atraídos pela quantidade de conversões.
 
Um novo “Cura de Ars” numa Marselha agnóstica
 
Uma das iniciativas principais do padre Zanotti Sorkine para revitalizar a fé da paróquia e conseguir a afluência de pessoas de todas as idades e condições sociais é a confissão. Antes da abertura do templo às 8h00 da manhã já há gente à espera à porta para poder receber este sacramento ou para pedir conselho a este sacerdote francês.
Os fregueses contam que o padre Michel Marie está boa parte do dia no confessionário, muitas vezes até depois das onze da noite. E se não está lá, anda pelos corredores ou na sacristia consciente da necessidade de que os padres estejam sempre visíveis e próximos, para ir em ajuda de todo aquele que precisa.
 
A igreja sempre aberta
 
Outra das suas originalidades mais características é a ter a igreja permanentemente aberta. Isto gerou críticas de outros padres da diocese mas ele assegura que a missão da paróquia é “permitir e facilitar o encontro do homem com Deus” e o padre não pode ser um obstáculo para que isso aconteça.
 
O templo deve favorecer a relação com Deus
 
Numa entrevista a uma televisão disse estar convencido de que “se hoje em dia a igreja não está aberta é porque de certa maneira não temos nada a propor, que tudo o que oferecemos já acabou. No nosso caso em que a igreja está aberta todo o dia, há gente que vem, praticamente nunca tivemos roubos, há gente que reza e garanto que a igreja se transforma em instrumento extraordinário que favorece o encontro entre a alma e Deus”.
 
Foi a última oportunidade para salvar a paróquia
 
O bispo mandou-o para esta paróquia como último recurso para a salvar, e fê-lo de modo literal quando lhe disse que abrisse as portas. “Há cinco portas sempre abertas e todo o mundo pode ver a beleza da casa de Deus“. 90.000 carros e milhares de transeuntes passam e vêem a igreja aberta e com os padres à vista. Este é o seu método: a presença de Deus e da sua gente no mundo secularizado.
 
A importância da liturgia e da limpeza
 
E aqui está outro ponto chave para este sacerdote. Assim que tomou posse, com a ajuda de um grupo de leigos renovou a paróquia, limpou-a e deixou-a resplandecente. Para ele este é outro motivo que levou as pessoas a voltarem à igreja: “Como é podemos querer que as pessoas acreditem que Cristo vive num lugar se esse lugar não estiver impecável? É impossível.”
 
Por isso, as toalhas do altar e do sacrário têm um branco imaculado. “É o pormenor que faz a diferença. Com o trabalho bem feito damos conta do amor que manifestamos às pessoas e às coisas”. De maneira taxativa assegura: ”Estou convicto que quando se entra numa igreja onde não está tudo impecável, é impossível acreditar na presença gloriosa de Jesus”.
A liturgia torna-se o ponto central do seu ministério e muitas pessoas sentiram-se atraídas a esta igreja pela riqueza da Eucaristia. “Esta é a beleza que conduz a Deus“, afirma.
As missas estão sempre cheias e incluem procissões solenes, incenso, cânticos bem cantados… Tudo ao detalhe. “Tenho um cuidado especial com a celebração da Missa para mostrar o significado do sacrifício eucarístico e a realidade da sua Presença”. “A vida espiritual não é concebível sem a adoração do Santíssimo Sacramento e sem um ardente amor a Maria”, por isso introduziu a adoração e o terço diário, rezado por estudantes e jovens.
Os sermões são também muito aguardados e, inclusive, os paroquianos põem-nos online. Há sempre uma referência à conversão, para a salvação do homem. Na sua opinião, a falta desta mensagem na Igreja de hoje “é talvez uma das principais causas de indiferença religiosa que vivemos no mundo contemporâneo”. Acima de tudo clareza na mensagem evangélica. Por isso previne quanto à frase tão gasta de que “vamos todos para o céu”. Para ele esta é uma “música que nos pode enganar”, pois é preciso lutar, a começar pelo padre, para chegar até ao Paraíso.
 
2012-10-22_124324
 
O padre da batina
 
Se alguma coisa distingue este sacerdote alto num bairro de maioria muçulmana é a batina, que veste sempre, e o terço nas mãos. Para ele é primordial que o padre ser descoberto pelas pessoas. “Todos os homens, a começar por aquela pessoa que entra numa igreja, tem direito de se encontrar com um sacerdote. O serviço que oferecemos é tão essencial para a salvação que o ver-nos deve ser tangível e eficaz para permitir esse encontro”.
Deste modo, para o padre Michel o sacerdote é sacerdote 24 horas por dia. “O serviço deve ser permanente. Que pensaríamos de um marido que a caminho do escritório de manhã tirasse a aliança?”.
 
Neste aspecto é muito insistente: “Quanto àqueles que dizem que o traje cria uma distância, é porque não conhecem o coração dos pobres para quem o que se vê diz mais do que o que se diz”.
 
Por último, lembra um pormenor relevante. Os regimes comunistas a primeira coisa que faziam era eliminar o traje eclesiástico sabendo a importância que tem para a comunicação da fé. “Isto deve fazer pensar a Igreja de França”, acrescenta.
No entanto, a sua missão não se realiza apenas no interior do templo. É uma personalidade conhecida em todo o bairro, também pelos muçulmanos. Toma o café da manhã nos cafés do bairro, aí conversa e com os fiéis e com pessoas que não praticam. Ele chama a isso a sua pequena capela. Assim conseguiu já que muitos vizinhos sejam agora assíduos da paróquia, e tenham convertido esta igreja de São Vicente de Paula numa paróquia totalmente ressuscitada.
 
Uma vida peculiar: cantor em cabarés
 
A vida do padre Michel Marie foi agitada. Nasceu em 1959 e tem origem russa, italiana e da Córsega. Aos 13 anos perdeu a mãe, o que lhe causou uma “fractura devastadora” que o levou a unir-se ainda mais a Nossa Senhora.
 
Com um grande talento musical, apagou a perda da mãe com a música. Em 1977 depois de ter sido convidado a tocar no café Paris, de Montecarlo, mudou-se para a capital onde começou a sua carreira de compositor e cantor em cabarés. No entanto, o apelo de Deus foi mais forte e em 1988 entrou na ordem dominicana por devoção a S. Domingos. Esteve com eles quatro anos, e perante o fascínio por S. Maximiliano Kolbe passou pela ordem franciscana, onde permaneceu quatro anos.
 
Foi em 1999 quando foi ordenado sacerdote para a diocese de Marselha com quase quarenta anos. Além da música, que agora dedica a Deus, também é escritor de êxito, tendo publicado já seis livros, e ainda poeta.

Fonte: Bíblia Católica News

sábado, 12 de julho de 2014

CENA FILMADA NO CRISTO REDENTOS É CENSURADA PELA ARQUIDIOCESE DO RIO DE JANEIRO


O Jornal O Globo, o Prefeito da Cidade e várias outras personalidades se dedicaram nestes dias a criticar Dom Orani e a Arquidiocese do Rio de Janeiro por terem censurado uma cena do filme “Rio, eu te amo” do cineasta José Padilha. Nessa cena Wagner Moura conversa com Cristo em uma asa delta.
Como o Cristo Redentor é da arquidiocese, ela apresentou veto. Pronto. CENSURA! O Globo disse que foi um retrocesso!. O prefeito disse que o Cristo Redentor é um ícone brasileiro e não pode haver censura!
 
Porque ninguém mostra o roteiro com a fala da cena e deixa o leitor analisar? Eu sei porquê. Se mostrar vai desmascarar o cineasta, o ator, o Globo e o prefeito.
 
Prezado leitor, aí vai a fala:
Transcrição da cena “Inútil Paisagem”
Wagner moura falando com Cristo
E ai?
Vai me pedir desculpa não?
Com a Clara você nunca me ajudou, rapaz.
É tudo uma mentira.
Esse braço aberto teu é mentira também.
Essa cidade ai é uma mentira.
Já foi la embaixo?
Lá embaixo você não vai, né?
Lá embaixo não tem amor, né?
Ai você fica ai.
A policia matando as pessoas.
Quando chove alaga a porra toda, todo mundo morre.
As crianças sem escola.
Mas aqui em cima é melhor, né, de ver, né.
Quer saber de uma coisa, eu vou embora.
Cidade maravilhosa é o caralho.
Boa Olimpíada.
Ai termina a cena mandando uma  banana para o Cristo.
 
Isso se chama no jargão que os jornalistas e artistas usam de INTOLERÂNCIA RELIGIOSA. Falta de respeito.
Se o Wagner Moura disser essas mesmas palavras para um gay ou um maconheiro o jornal O Globo entrará fuzilando, pedindo corte, censura e a cabeça do Wagner numa bandeja. O prefeito, seguindo a moda, caçará o alvará, tombará tudo e pedirá ao estado para mandar a PM e a união o exército. Mas como é com a Igreja, então pode xingar, pode desrespeitar.
 
Apoiamos a decisão da arquidiocese. Mais do que nunca é importante manter os limites da convivência em sociedade. E o respeito às religiões, as crenças e a fé é um dos fatores importantes para a manutenção da boa convivência em sociedade.
 
Fonte: Bíblia Católica News

sexta-feira, 11 de julho de 2014

ALEMANHA: UM SITE PARA PROMOVER O TRABALHO ECUMÊNICO

Berlim (RV) – A partir do documento ecumênico “Do conflito à comunhão”, elaborado pela Comissão Luterano-Católica sobre a unidade dos cristãos, foi desenvolvido um site chamado “2017 juntos no caminho” (‘2017 gemeinsam unterwegs’). O objetivo é discutir questões fundamentais do documento ecumênico.

Os temas principais são apresentados semanalmente na forma de “pergunta da semana”, onde um luterano e um católico dão suas respostas, expondo sua posição.

Os fiéis luteranos e as dioceses são chamados a estudar juntos as questões como exercício ecumênico. Além disto, graças ao site, é possível publicar os próprios comentários relativos aos temas propostos. As respostas e comentários resultarão num texto ampliado, que será utilizado pela Comissão como material de trabalho. Inaugura-se assim, um novo método para o usufruto destes textos ecumênicos por parte da comunidade.

O site está disponível desde abril de 2014 e será fechado em 21 de novembro deste ano, quando todo o material será recolhido. A décima edição da “pergunta da semana” trata do significado do “ser Igreja” e foi respondida pelo Secretário Geral da Federação Luterana Mundial (LWF), Martin Junge e pelo Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch. (JE)
 
Fonte: Rádio Vaticano

quinta-feira, 10 de julho de 2014

APRESENTADO O LIVRO: "O PAPA FRANCISCO E AS MULHERES"

Cidade do Vaticano (RV) - O jornal italiano 'Il Sole 24 Ore', com a colaboração do jornal da Santa Sé, L'Osservatore Romano, apresenta o livro "O Papa Francisco e as mulheres".

O livro, escrito pelas historiadoras e jornalistas Lucetta Scaraffia e Giulia Galeotti, é um reflexão sobre o papel da mulher na Igreja Católica e questões ainda não resolvidas, através das palavras do pontífice. Foram inseridos no livro os textos em que Francisco fala sobre a questão feminina na Igreja Católica.

Lucetta Scaraffia, em seu ensaio, analisa os nós históricos e teológicos ligados a este problema com palavras que fazem refletir: "No contexto de emancipação da mulher, como no caso dos países ocidentais, a atitude da Igreja parece desmoronar-se. Numa cultura em que a emancipação das mulheres é medida sobre o livre acesso aos anticoncepcionais e legalização do aborto, a Igreja é vista como uma inimiga da emancipação. A este conflito cultural se acrescenta a ausência de mulheres na esfera de tomada de decisão da Igreja, embora as religiosas sejam, pelo menos por agora, mais numerosas do que os religiosos. Além disso, elas são geralmente relegadas ao papel de subordinadas, com tarefas subalternas", destaca Scaraffia.

E seu ensaio, Giulia Galeotti ilustra o papel que as mulheres religiosas e leigas desempenharam na história da Igreja, com as respostas que os Papas deram aos pedidos de uma presença feminina mais relevante dentro da instituição. "Trata-se de presenças femininas que perderam completamente a força de ruptura e mudança. Não é um problema de memória, mas de perspectiva. Transmitida através do olhar masculino, essas presenças femininas foram completamente alteradas", frisa Galeotti.

Neste contexto sociocultural é inserido o ponto de vista do Papa Francisco que proferiu palavras importantes sobre a questão da mulher na Igreja, sublinhando em seus discursos sua disponibilidade a uma presença mais significativa da figura feminina.

Segundo Scaraffia, Bergoglio denuncia com sinceridade e coragem a condição de subordinação em que se encontram hoje as mulheres na Igreja e pede um estudo aprofundado para incentivar uma presença feminina mais expressiva. (MJ)
 
Fonte: News.va

terça-feira, 8 de julho de 2014

DOM CELLI APRESENTA AO PAPA FRANCISCO "THE POPE APP"

Cidade do Vaticano (RádioVaticana)
 
O Presidente do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli, acompanhado por seu colaborador Thaddeus Jones, apresentou na segunda-feira, 07/07/14, “The Pope App”, um aplicativo para smartphone e tablet que reúne toda a mídia do Vaticano (Rádio Vaticano, Centro Televisivo Vaticano, Agência Fides, L’Osservatore Romano, Sala de Imprensa).
 
Dom Celli falou aos microfones da Rádio Vaticano:

Dom Celli: “Era nosso desejo apresentar ao Papa esta iniciativa. Como se sabe, já existia o ‘The Pope App’ e nós estamos contentes porque no passado mais de 400 mil pessoas baixaram nos próprios celulares e nos tablets este aplicativo. É um aplicativo que permite ao Papa de aproximar homens e mulheres de hoje, de estar próximo a eles com suas mensagens, com seus pronunciamentos, com as suas meditações. E este, achamos que seja um momento privilegiado: homens e mulheres de hoje, às vezes também afastados da Igreja e às vezes também de outras religiões, encontraram no Papa Francisco um amigo, que está ao lado deles, que diz coisas autênticas, que sabe falar ao coração dos homens e das mulheres de hoje, que sabe perceber os seus cansaços e às vezes a dificuldade de viver e sabe dar uma palavra de amizade, de amor. Eu recordo, neste momento, aquilo que ele dizia há poucos dias em um encontro pastoral com a Diocese de Roma. Dizia: “Eu tenho um sonho, o de revelar ao mundo de hoje o aspecto materno da Igreja”. Uma mãe pode não partilhar das escolhas dos próprios filhos, mas uma mãe ama sempre os próprios filhos: a Igreja é mãe e mestra e nós muitas vezes sublinhamos esta grande missão magisterial da Igreja. E acredito que seja um dever! Porém nem sempre recordamos que também era nosso dever mostrar esta face materna da Igreja. O Papa Francisco nos está ajudando nisto. Uma Igreja que tem simpatia pelo homem, que está ao lado do homem. O Papa Francisco várias vezes disse: “As portas da Igreja devem estar sempre abertas, para que, quem passa pelo caminho, possa entrar, qualquer que seja seu estado de vida”. O homem deve sempre compreender que é acolhido, que é acolhido por Deus! Eu defendo que com esta iniciativa – aperfeiçoamos a primeira edição do The Pope App e hoje está mais acessível, está mais claro, é melhor administrado, no entanto as funções são as mesmas – podemos fazer sim que em cada momento o homem e a mulher de hoje possam ter à disposição do próprio celular ou seu próprio tablet as meditações, as palavras do Papa, os seus gestos..... Eu diria que hoje a nova edição permite também ter ‘favoritos’, escolher, isto é, textos mais importantes e ao mesmo tempo de poder compartilhar com outros. Isto eu acho que seja uma oportunidade nova que é oferecida a todos”.

RV: Thaddeus Jones, você acompanhou muito de perto o desenvolvimento deste novo aplicativo. Poderias nos contar o que ele oferece?

Thaddeus: “O App agrupa os conteúdos, as mídias e as notícias produzidas por cada mídia da Santa Sé, do Vaticano, portanto: Rádio Vaticano, Centro Televisivo Vaticano, Agência Fides, L’Osservatore Romano, em parte a Sala de Imprensa da Santa Sé e os últimos textos publicados no vatican.va. É multimídia: tem vídeo, o streaming e fotografias, também do Serviço Fotográfico. Portanto, abrange um pouco de tudo, também as notícias escritas, os resumos das notícias, os textos integrais. A ideia é colocar tudo junto em um único App e isto também para satisfazer uma exigência sempre mais presente hoje, porque as pessoas querem ter notícias no próprio smarthphone, no próprio tablet. Assim, para ir de encontro a esta exigência sempre mais evidente, criamos este App com o nome de ‘The Pope App’”. (JE)

Para baixar o aplicativo acesse: http://www.thepopeapp.com/index_pt.html
 
Fonte: News.va

segunda-feira, 7 de julho de 2014

SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO SOBRE COMUNICAÇÃO PARA SACERDOTES

SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO SOBRE COMUNICAÇÃO PARA SACERDOTES ACONTECE
EM SETEMBRO/2014 NO
RIO DE JANEIRO
 
A COMUNICAÇÃO NA VIDA DOS SACERDOTES
 
 
“Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo!” Essa é uma das mais impactantes frases do Papa Francisco em sua visita ao Rio de Janeiro por ocasião da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, e que inspirou a Arquidiocese do Rio a promover um seminário de formação sobre comunicação para os sacerdotes.
As conferências e debates serão nos dias 9 a 11 de setembro, no Centro de Estudos do Sumaré, localizado na Estrada do Sumaré, 670, no Rio Comprido.
 
Diversos especialistas no âmbito da comunicação da Igreja, do Brasil e de Roma, foram convidados. Está confirmada a participação do professor de dimensão econômica na Igreja, da Pontificia Univertsità dela Santa Croce, em Roma, Cristian Mendonza; o membro da equipe de representantes das Instituições Católicas de Ensino Superior junto ao Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, padre Gildasio Mendes dos Santos; o coordenador da Pós-graduação em Comunicação Social da PUC-Rio, professor Miguel Serpa Pereira, e o professor de Public Speaking e Media Training, da Pontificia Univertsità dela Santa Croce, em Roma, padre Sérgio Tapia Velasco.
 
Como os sacerdotes podem se inscrever?
 
Os sacerdotes que desejarem participar do seminário devem preencher a ficha de inscrição e enviar para a Coordenação Arquidiocesana de Pastoral. Mais informações pelo email coordenaçãopastoral@arquidiocese.org.br ou pelo telefone: 2292-3132.
 
Comunicando a fé cristã
 
Um dos organizadores do evento é o padre Arnaldo Rodrigues, estudante em Roma, que contou que a proposta do seminário de comunicação para o clero é despertar nos sacerdotes a importância de alinhar a evangelização aos meios midiáticos.
“Com esse seminário queremos trabalhar a vida do sacerdote no âmbito da comunicação. Além disso, falaremos sobre o sacerdote como uma referência, uma porta de entrada para a Igreja. A paróquia é um núcleo de comunicação da fé cristã, sobretudo para as pessoas que não a conhecem. O sacerdote é convidado a trabalhar todos os campos que envolvem sua vida sacerdotal: o espiritual, a formação, o intelectual e a vida comunicativa”, pontuou.
Segundo padre Arnaldo, um dos principais temas a ser debatido é a comunicação como um meio de comunhão, abordando as questões da lógica da fé num mundo globalizado e midiático.
“É um desafio comunicar a fé no século 21, numa época áudio-visiva, onde a fé é transmitida no contexto digital, com oportunidades e desafios. Vamos refletir o papel do padre como uma fonte de análise na cobertura midiática”, disse.
 
Fonte: ARQRIO


quinta-feira, 26 de junho de 2014

TWITTER DO PAPA SUPERA OS 14 MILHÕES DE SEGUIDORES E CONTINUA CRESCENDO...

As nove contas do Papa Francisco no Twitter (@pontifex) superaram na semana passada, 17/06/14, os 14 milhões de seguidores.
 
O microblog do Pontífice em língua espanhola é o que possui o maior número de seguidores, quase 6 milhões, seguido da conta em língua inglesa com mais de 4 milhões e do italiano, com quase 2 milhões. A conta em língua portuguesa já superou um milhão de seguidores.
 
A estréia de um pontífice no Twitter ocorreu em dezembro de 2012, com Bento XVI. Desde que assumiu, em 13 de março de 2013, Papa Francisco já conquistou mais de 11 milhões de novos seguidores, tendo sido considerado uma das personalidades mundiais mais influentes nas redes sociais.
 
Recentemente, um estudo do Twiplomacy, site especializado em analisar os líderes globais no Twitter, apontou que cada tuíte do Papa Francisco em espanhol é partilhado mais de 11 mil vezes.
 
Com frases diárias de até 120 caracteres, o Papa Francisco espalha a mensagem da Igreja ao redor do mundo. Quando fala da internet, o Santo Padre a classifica como um “dom de Deus”, que permite a “cultura do encontro”.
 
Além das contas em espanhol, inglês e português, o Papa também manda sua mensagem em francês, latim, polonês, alemão e árabe.
 
Fonte: Blog Carmadélio

quarta-feira, 25 de junho de 2014

OS PADRES E AS FREIRAS NO FACEBOOK

Quantos sacerdotes, religiosos e seminaristas têm um perfil no Facebook? Churchbook responde a essa pergunta. La presenza dei consacrati nei social network (“Churchbook, a presença dos consagrados nas redes sociais"), um estudo da Universidade Católica de Milão e da Universidade de Perugia, em colaboração com a WeCA (Associação de Webmaster católicos italianos).
O estudo centra-se na Itália e dele emergem dados interessantes sobre a localização e quantidade de usuários de Facebook em quanto pessoas consagradas: 20% de todos os sacerdotes e religiosos (as), bem como um 59,7% dos seminaristas têm um perfil. A estatística confirma uma forte presença de consagrados na Web. No que diz respeito aos religiosos e religiosas, de acordo com um artigo publicado no L' Osservatore Romano (cf. Per educarsi alla vita santa di Gesù, 12.01.2012 , p 7), na Itália há mais de 140.000 religiosos: 18.000 religiosos e 122.000 religiosas, um 16% do total de religiosos a nível mundial.
"Churchbook' revela outros dados interessantes: entre o clero diocesano, somente o 17,9 % têm um perfil no Facebook, enquanto que no clero religioso sobe para um 20,4% (um percentual elevado em comparação com a média geral italiana). Outra diferença notável é que os religiosos homens têm uma maior presença no Facebook (20,4%) do que as religiosas (9,3%).
Analisando os posts publicados no Facebook por idade, adverte-se que os sacerdotes mais velhos tendem a usar menos os seus perfis, enquanto o mais novos são mais ativos (a fase de idade entre o 18 e 32 anos entra diariamente no Facebook em um 19,5% e semanal ou mensalmente em um 74,2%; a taxa de ingresso entre os maiores de 70 anos é de 4,8% ao dia e 52,9% semanal ou mensal). Da mesma forma, tanto os sacerdotes mais jovens como os seminaristas têm mais "amigos" no Facebook, em comparação com os sacerdotes mais velhos.
Os seminários italianos com o maior número percentual de seminaristas no Facebook são Siracusa (83,2%) , Molfetta (70,7%), Pádua (70%), Anagni (58%), Florença (56,6%), Brescia (53,3%), Turim (46,7%), Catanzaro (45,3 %) e Assis (35,7%).
As Igrejas locais italianas com o maior número de sacerdotes diocesanos no Facebook são Nápoles (26,1%), Siracusa (25,9%), Perugia (22,1%), Brindis (20,6%), Roma (19, 7%), Macerata (16,9%), Milão (15,3 %), Pádua (14,9 %), Tempio Ampurias (13,5 %) e Tortona (12,9 %).
"Churchbook" estudou durante 11 meses (de março de 2011 a fevereiro de 2012) e os resultados vão em duas linhas: a criação de um mapa estatístico que evidencia a presença na rede de pessoas consagradas – que é o que se deu a conhecer até agora – e um aprofundamento quantitativo e qualitativo que permitirá conhecer as motivações que levam sacerdotes, religiosos, religiosas e seminaristas a utilizar a rede social mais famosa do mundo e o tipo de uso que fazem. Esta parte ainda está em elaboração.
Até agora, um dos melhores estudos sobre sacerdote-tecnologias da informação e da comunicação foi o informe mundial PICTURE (Priests'ICT Use in their Religious Experience). A investigação, cujos resultados foram publicados em maio de 2010, oferece "uma imagem de quais são as atividades religiosas online desenvolvidas por sacerdotes católicos e quais são suas atitudes em relação às tecnologias digitais".

Os cinco pontos principais do PICTURE fornecem interessantes dados sobre 1) a freqüência de uso e propriedade das TIC, 2) como ajudam nas atividades principais da missão sacerdotal, 3) uso para a formação, 4) inculturação da fé e 5) comunicação e socialização no "continente digital". A conclusão do estudo é de especial valor, uma vez que esta é a primeira investigação de escala e alcance global sobre sacerdócio e  TIC: "O 41% dos ePriest em todo o mundo considera muito positivo o fato de que o uso das tecnologias digitais melhorou a forma como realizam sua missão sacerdotal; 46,2% tem uma visão moderada sobre o assunto e apenas 12,2 % têm uma percepção negativa”. E acrescenta a conclusão: "enquanto que o 17,5% dos e-Priestconcordam plenamente com o fato de que "os perigos da tecnologia são maiores do que as oportunidades que oferece", o 38,2% discordam com esta afirmação. Embora "Churchbook" esteja circunscrito à Itália, é um bom reflexo do que acontece na Europa. (Trad.TS)


(04 de Junho de 2014) © Innovative Media Inc.
Fonte: Zenit

terça-feira, 24 de junho de 2014

COMISSÃO INFORMA SOBRE HOSPEDAGEM PARA O ENCONTRO DAS PASCOM

A Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB comunica que as inscrições com opção de hospedagem para o 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação (Pascom) e 2º Seminário de Jovens Comunicadores já se esgotaram.
 
A organização orienta os participantes que já fizeram inscrição com hospedagem e, ainda, não efetuaram o pagamento, que deverão pagar até o prazo máximo de 30 de junho. Após essa data, a reserva estará cancelada.
 
Para os que desejam participar do encontro e não fizeram a inscrição, poderão se inscrever, normalmente, pelo site do evento, no entanto, a hospedagem fica a critério do participante, que poderá optar por outro hotel, pousada, na cidade de Aparecida (SP).
 
 
Fonte: CNBB

segunda-feira, 23 de junho de 2014

APLICATIVO DE ACOMPANHAMENTO DO PAPA FRANCISCO PARA SMARTPHONE OU TABLET

 
Esse aplicativo da Aleteia lhe permite acompanhar as atividades
do Papa Francisco (seus discursos, catequeses etc),
é um convite à meditação e à oração,
bem como um instrumento de apostolado.
 
Faça o download agora mesmo acessando:
 

Fonte: Aleteia