INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

Olá amigos,

Esse blog é um espaço para a divulgação de notícias de uma forma geral envolvendo todo tipo de matéria sobre a comunicação e marketing católico.

Nos propomos a pesquisar tudo o que existe de matérias sobre a comunicação e marketing católico na web e em outras fontes de comunicação, concentrando-as nessa ferramenta que agora estamos disponibilizando, de forma a facilitar a pesquisa e coleta de informações pelas PASCOM de todas as Paróquias espalhadas pelo Brasil afora. Será também um espaço para divulgação de notícias das próprias PASCOM.

Dessa forma, esperamos que seja um meio onde se poderá encontrar, num só lugar, qualquer matéria publicada que envolva a comunicação e marketing dentro da nossa querida Igreja Católica.

Ajude-nos informando sobre suas atividades, eventos, seminários, encontros, retiros etc, que envolvam os meios de comunicação dentro da sua Paróquia, Vicariato ou Diocese.

Vamos à luta, com a graça de Deus e a força do Espírito Santo, pois COMUNICAÇÃO É EVANGELIZAÇÃO !

Por: José Vicente Ucha Campos

Contato:
jvucampos@gmail.com

sábado, 14 de outubro de 2017

COMO LIDAR COM O BOMBARDEIO DE INFORMAÇÕES NAS MÍDIAS SOCIAIS ?



Dores de cabeça, estresse e mau humor, que aparecem de forma repentina, podem estar associados a essa realidade informacional

Tenho escutado, com frequência, amigos e parentes dizerem que “estão dando um tempo para as redes sociais”. Cansaram de administrar a vida real mais a virtual. Cansaram de consumir conteúdos de maneira frenética e não saber o que fazer com eles.

Não percebemos o quanto estamos rodeados por informações a todo minuto. As atualizações não param no celular com e-mails, alertas de voz, imagens, ao mesmo tempo em que desempenhamos as tarefas cotidianas como trabalhar, dirigir, estudar. Como o nosso cérebro aguenta? Estamos cegos com tanto conteúdo! Em vez de nos ajudar, ficamos perdidos, atônitos.

Perdemos a concentração, a memória e o foco. Estamos numa camada superficial com pouca interpretação.

Vivemos ansiosos, com hábitos imediatistas, sem paciência para esperar por um segundo. Dados recentes mostram que 88% dos brasileiros assistem a TV e navegam na internet ao mesmo tempo, segundo o Ibope. O smartphone é o dispositivo mais usado (65%), seguido pelo computador (28%) e pelo tablet (8%).

Quantas vezes nos sentimos ignorados durante uma conversa, porque perdemos a disputa para o celular? Quem é mais importante: a pessoa a sua frente ou alguém que lhe chama a quilômetros de distância? Consequências da vida moderna. Até voltar ao assunto que estava sendo falado, já se perdeu muita coisa.

E pensar que nossos pais e avós sobreviveram sem essa enxurrada de palavras e nós nos sentimos culpados de não conseguirmos nos adequar a essa vida! Novos tempos… Dores de cabeça, estresse, mau humor que aparecem, de forma repentina, podem estar associados a essa realidade informacional. O mais contraditório é que deveríamos nos alegrar, comemorar pela disseminação da informação, pelo fato de a tecnologia nos permitir romper barreiras físicas e temporais; mas ao contrário, caímos num buraco escuro e com terras sendo jogadas em nossas cabeças.

O que guardar e o que descartar?


Há quem se aproveita disso, tentando nos cegar ainda mais. Como estratégia, essas informações excessivas são usadas para desviar a atenção do que realmente importa, de assuntos que poderiam estar sendo discutidos de modo democrático em nossa sociedade. Banalizam para esconder o que de fato faz a diferença.

Diante das variadas opções, o que guardar e o que descartar? A quantidade de notícias falsas, que são divulgadas diariamente na Internet obriga o cidadão a ter de saber diferenciar a mentira da verdade. O estilo jornalístico é copiado, porém, sem a mínima responsabilidade e compromisso, gerando uma confusão na cabeça de quem lê, já que os envolvidos são personalidades políticas, cantores entre outros.

Cabe a nós tentar estabelecer uma escala de prioridades para não perder tempo com bobagens, deixando-nos afetar de forma negativa. Analisar, respirar e seguir pode ser uma alternativa. Rumo à prática!

Por Ioná Piva, via Canção Nova
Fonte: Aletéia



domingo, 28 de maio de 2017

NO DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES, ALETEIA LANÇA "ePAUL" CHATBOT PARA ENVIAR MENSAGENS INSPIRADORAS


O Papa Francisco nos pede um “estilo comunicador aberto e criativo” de evangelização; eis uma ferramenta que dá aos católicos um novo modo de se conectar

O Dia Mundial das Comunicações é domingo, 28 de maio, e a mensagem do Papa Francisco para a data é inspiradora:

Creio que há necessidade de romper o círculo vicioso da angústia e deter a espiral do medo, resultante do hábito de se fixar a atenção nas «notícias más» (guerras, terrorismo, escândalos e todo o tipo de falimento nas vicissitudes humanas). Não se trata, naturalmente, de promover desinformação onde seja ignorado o drama do sofrimento, nem de cair num otimismo ingénuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. Antes, pelo contrário, queria que todos procurássemos ultrapassar aquele sentimento de mau-humor e resignação que muitas vezes se apodera de nós, lançando-nos na apatia, gerando medos ou a impressão de não ser possível pôr limites ao mal. Aliás, num sistema comunicador onde vigora a lógica de que uma notícia boa não desperta a atenção, e por conseguinte não é uma notícia, e onde o drama do sofrimento e o mistério do mal facilmente são elevados a espetáculo, podemos ser tentados a anestesiar a consciência ou cair no desespero.

Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções, inspirando uma abordagem propositiva e responsável nas pessoas a quem se comunica a notícia. A todos queria convidar a oferecer aos homens e mulheres do nosso tempo relatos permeados pela lógica da «boa notícia».

Para Aleteia, era como se o Santo Padre estivesse falando aos nossos corações, pois esta é precisamente a mentalidade que abraçamos; seu convite para procurar um “estilo comunicador aberto e criativo” fez com que nossa imaginação funcionasse. Pensávamos em São Paulo, em suas epístolas e em como ele poderia usar a mídia digital e a inteligência artificial! De repente, “ePaul” surgiu.
Para a maioria dos católicos, a evangelização é aquele incômodo empurrão para verbalmente compartilhar sua fé com os outros. Mesmo o Espírito estando sempre disposto, nossas palavras podem muitas vezes faltar. Bem, agora há um chatbot para ajudar.

Realizado por Aleteia.org em um esforço para apoiar o Dia Mundial das Comunicações, ePaul é um chatbot projetado para auxiliar a Igreja a responder ao chamado do Papa Francisco para compartilhar com confiança as boas notícias usando histórias de esperança, fé, confiança e amor.

O programa multilíngue foi inspirado por um dos maiores evangelistas, São Paulo, e foi até programado com uma personalidade para prestar homenagem ao valente apóstolo. Respondendo simplesmente a algumas perguntas sobre quem o usuário está tentando alcançar, o ePaul recuperará rapidamente alguns artigos com curadoria do arquivo extensivo de Aleteia que ele acha que irá atender à situação.

Assim, se você tem um ente querido que compartilhou um desejo com você, você pode contar ao ePaul sobre ele ou ela, e ePaul vai buscar nos arquivos da Aleteia e oferecer uma seleção de artigos para você compartilhar com essa pessoa. Se um amigo do Facebook compartilhar notícias ruins, ou expressar um sofrimento pessoal, ePaul irá ajudá-lo a encontrar algo para compartilhar nessa circunstância. Se você deseja se conectar com alguém para incentivá-lo em suas esperanças e aspirações, ou simplesmente para enviar uma mensagem de afeto e proximidade, o ePaul pode ajudá-lo a compartilhar mensagens de encorajamento, consolo e fé. Estaremos frequentemente adicionando e atualizando conteúdo, também.

Vamos ter um pequeno chatbot agora para o Dia Mundial das Comunicações, e depois avançaremos. Se você já pensou em ser parte da Nova Evangelização, mas não sabia como começar, você pode começar aqui, com seu colega de trabalho virtual na área da evangelização, ePaul.

Fonte: Aleteia

sexta-feira, 26 de maio de 2017

DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS 2017 - DOMINGO 28 DE MAIO


Neste domingo (28), Ascensão do Senhor, será celebrado também o Dia Mundial das Comunicações Sociais. Com o tema “Comunicar esperança e confiança no nosso tempo”, o papa Francisco propõe um estilo “aberto e criativo” para comunicar esperança. Na mensagem, divulgada pelo pontífice pela ocasião do 51º Dia Mundial das Comunicações, ele encoraja todos que trabalham na área para a comunicar de modo construtivo, ou seja, rejeitando preconceitos e promovendo uma cultura do encontro. O texto sempre se torna público no dia de São Francisco de Sales, patrono dos escritores e jornalistas, celebrado em 24 de janeiro.

Para celebrar esta data importante para a comunicação, o portal da CNBB entrevistou o jornalista presidente da Signis Brasil, frei João Carlos Romanini sobre o trabalho da Igreja nos meios de comunicação. A associação Signis é órgão reconhecido pela Santa Sé que reúne associais nacionais de meios de comunicação da Igreja em mais de 100 países.

No bate papo, frei Romanini falou da importância dos meios de comunicação da Igreja Católica, em especial no Brasil.

“A igreja também tem que ser uma voz presente na vida da sociedade, por isso, a Igreja no Brasil está configurada com vários veículos de comunicação. Temos várias emissoras de TV, de rádio, muitos impressos, revistas, jornais e uma série de portais. Então, a Igreja tem que ter este espaço, ela tem que se ruma voz ativa, principalmente, neste ano em que celebramos o 51º Dia Mundial das Comunicações com o tema ’Comunicar esperança e confiança no nosso tempo’. Acredito que os veículos de comunicação da igreja têm que ter esse papel, numa sociedade onde os valores estão em objetos e em coisas, nós temos que semear a esperança. Por isso, que a comunicação está configurada desta forma no Brasil, para ser uma voz de esperança na vida da Igreja”, afirmou Romanini.

Qual tipo de transformação esses meios de comunicação católicos proporcionam para as comunidades, especialmente no rádio?

Como a informação é imediata, o rádio tem um papel primordial de aproximar pessoas e levar as pessoas a determinados locais, por exemplo. Na vida da Igreja, o rádio tem esse papel de mostrar que a Igreja está articulada, que tem eventos, muitas atividades e a voz do sacerdote local, da paróquia, das pastorais, elas são uma força viva nas comunidades. E o rádio tem o papel de mostrar essa força da Igreja no local, junto com outras forças, ele é primordial para a transformação e aproximação das pessoas. A rádio local tem esse papel de fazer com que as pessoas das comunidades tenham esperança.

A evangelização através dos meios de comunicação muda a realidade de uma comunidade local?

É muito importante que os veículos façam com que as pessoas discutam determinadas pautas que são relevantes à vida humana. Por exemplo, participação política, organização das comunidades locais, discussão de problemas nacionais. O veículo católico tem que provocar essas discussões para transformar a vida local. O meio de comunicação não é um transformador, mas ele sugere assuntos que a comunidade pode discutir e partir da sua organização ele vai sendo um canal e contribuindo para a mudança da realidade local.

E como esses meios de comunicação estão organizados no Brasil?

Muitas dioceses, congregações, ordens religiosas possuem veículos de comunicação e todos eles, sejam confessionais ou comerciais, seguem as diretrizes da Igreja do Brasil e, principalmente, do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, produzido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Documento 99 da CNBB, que orienta a organização da comunicação da Igreja do Brasil. Atualmente, a Signis Brasil, que é uma associação católica de comunicação, busca discutir e tentar organizar as comunicações na Igreja. Por exemplo, a organização de grupo de emissoras de televisão para que todos tenham um mesmo discurso, uma mesma narrativa dessa informação da Igreja. Além das emissoras de TV, a Signis Brasil em parceria com a Rede Católica de Rádio tem mais de 300 emissoras espalhadas no Brasil. Temos entre 10 e 12 redes regionais de rádios católicas que seguem a orientação de comunicação do documento da CNBB. Temos também uma rede nacional de impressos com 11 veículos entre revistas e jornais organizados em forma de rede que trabalham em pautas conjuntas. Sem falar nas editoras e na produção independente que seguem as mesmas diretrizes na produção da informação. A Signis Brasil também está pensando nesse olhar da produção de conteúdo. Queremos começar a discutir, dialogar com as universidades, com cursos de jornalismo, para que essas faculdades e universidades possam colocar no mercado profissionais que tenham esse olhar ético cristão e que sejam também semeadores de esperança.

Diretório

O Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, produzido pela Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB está disponível no site da Edições CNBB. O Documento 99 da CNBB é composto por 189 páginas, distribuídas em 10 capítulos, contendo critérios de ações evangelizadoras, orientações, referências comunicacionais, além de um pequeno glossário.

Destinado a todos os envolvidos com a comunicação eclesial, o documento tem como objetivo motivar a Igreja a uma reflexão sobre a natureza e a importância da comunicação para a vida da comunidade eclesial, nas relações entre seus membros, nos processos de evangelização e no diálogo com a sociedade. De acordo com informações do Vaticano, só existem dois diretórios de comunicação eclesial no mundo: um na Itália e o do o Brasil.

Fonte: CNBB

quinta-feira, 9 de março de 2017

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

PEREGRINAÇÕES PELOS MAIORES SANTUÁRIOS DO MUNDO SEM SAIR DE CASA - VEJA AQUI COMO FAZER



Quer fazer uma peregrinação ficando comodamente sentado no sofá da sua casa? Hoje, você pode fazer isso graças a algumas oportunidades que santuários famosos oferecem a quem não pode visitá-los fisicamente.

A peregrinação virtual acontece em vários portais da internet, que tentam transmitir ao peregrino a espiritualidade desses lugares. A Aleteia apresenta alguns “pousos” possíveis.

As cidades-santuários na França

Na França, para destacar a relação inseparável entre cultura e espiritualidade nos grandes locais de peregrinação, foi criada a associação das cidades-santuários, cujo portal engloba uma série de locais, desde Alençon (onde nasceu Santa Teresinha do Menino Jesus e viveram seus pais, os Santos Esposos Martin) a Vzelay (cuja basílica romana dedicada a Santa Maria Madalena é também uma etapa do Caminho de Santiago), passando pelo principal santuário da Bretanha, ou seja, Ste-Anne d’Auray, o milenar mosteiro de Monte Sant-Michel; Paray-le Monial (onde aconteceram as aparições do Sagrado Coração a Santa Margarita Maria Alacoque) e, naturalmente, Lourdes, destacando para cada lugar suas especificidades artísticas e religiosas. (www.gazzettadiparma.it, 9 enero).

A rota mariana na Espanha

Semelhante, mas focada na devoção à Virgem, a Rota Mariana traça um itinerário entre França, Andorra e Espanha, que leva desde Lourdes até Meritxell, Torreciudad, El Pilar e Montserrat.

História e fé no Canadá

Do outro lado do Atlântico, no Canadá, o site www.sanctuairesquebec.com mostra o caminho que combina patrimônio histórico e fé, através da catedral de Notre-Dame de Quebec, os santuários de Sainte-Anne-De-Beaupré e Nossa Senhora do Cabo, o oratório de São José do Monte Real e a capela de Santo Antônio. Ao turista, são oferecidas dicas para organizar a viagem e informações sobre celebrações e orações com intenções que podem ser enviadas online.

De Santo Antônio a São Francisco 

São muitos os lugares que permitem acompanhar as celebrações por webcams, além de enviar, através da internet, intenções de oração, assegurando que serão levadas ao altar ou à imagem do santo de devoção. Esses lugares vão desde a Basílica de Santo Antônio de Pádua, o santuário de São Francisco de Assis, que transmite missas e vigílias através do Facebook, até a clausura do Mosteiro de Visitação do Treviso.

De Paris a Manitoba

No estrangeiro, pode-se (virtualmente) viajar desde a Capela da Medalha Milagrosa, em Paris, à Igreja de São José, em Manitoba, que abriga os restos do beato Vasily Velichkovsky, evitando, assim, a distância entre o Canadá, onde está o falecido, e a distante Ucrânia, onde terminou seu ministério.

As velas virtuais

Também há muitos lugares que permitem acender velas virtuais, como a igreja romana de Sant´Andra delle Frate  e a Catedral de Santiago de Compostela.

Principais Destinos no Brasil 

No Brasil, também é possível conhecer, virtualmente, alguns santuários. O mais conhecido deles, o Santuário Nacional de Aparecida, localizado na cidade de Aparecida, São Paulo, disponibiliza, em seu site, a transmissão ao vivo de Missas e terços. Também é possível conhecer o local através de um tour virtual em 360º  e acender velas virtuais.

O Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade, Goiás, também oferece tour virtual, transmissão de novenas e missas pelo portal http://www.paieterno.com.br/site/oracao.

Por: Gelsomino del Guercio

Fonte: Aleteia

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016


terça-feira, 15 de novembro de 2016

ASSISTA AS TRANSMISSÕES DO PAPA FRANCISCO AO VIVO DO VATICANO COM TRANMISSÃO EM PORTUGUÊS




A Redação Brasileira da Rádio Vaticano tem um novo desafio: transmitir em português ao vivo pelo YouTube os principais eventos do Papa Francisco e da Santa Sé.

Para receber os avisos sobre as futuras transmissões inscreva-se em nosso canal VaticanBR.

A iniciativa atende às exigências das novas ferramentas de comunicação, com atenção especial à evangelização por meio da internet, com ênfase nas redes sociais.

Ao promover a difusão da mensagem do Papa em língua portuguesa, a Redação Brasileira proporciona um ponto de encontro online com informação precisa e direta da fonte.

A interação é uma das principais características da nova ferramenta, que oferece a possibilidade de enviar mensagens ao vivo durante as transmissões.

Como um novo marco nas comunicações vaticanas para os católicos brasileiros e lusófonos, convidamos todos a compartilhar e inscrever-se neste novo canal de informação dedicado ao Magistério do Papa Francisco.

Os eventos ao vivo também serão promovidos em nosso Twitter e Facebook.

Para ver as próximas transmissões ao vivo, acesse:


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

TEMA DO 51o DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS 2017: "NÃO TENHAS MEDO, QUE EU ESTOU CONTIGO"


Data do ano que vem será um convite a contar as histórias do mundo segundo a lógica da “boa notícia”, comunicando esperança.


“Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43,5). Comunicar esperança e confiança no nosso tempo”. Esse foi o tema escolhido pelo Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais 2017. A informação foi divulgada pelo Vaticano nesta quinta-feira, 29.

Em comunicado também emitido hoje, a Secretaria para a Comunicação do Vaticano explica que esse tema é um convite a comunicar a confiança e a esperança na história, contando as histórias do mundo a partir da lógica da “boa notícia”.

“Nós cristãos temos uma ‘boa notícia’ para contar, porque contemplamos confiantes o horizonte do Reino. O tema do próximo Dia Mundia das Comunicações Sociais é um convite a contar a história do mundo e as histórias dos homens e das mulheres segundo a lógica da ‘boa notícia’ que recorda que Deus nunca renuncia a ser Pai, em nenhuma situação. Aprendamos a comunicar confiança e esperança pela história”.

O órgão vaticano recorda ainda que anestesiar a consciência ou deixar-se levar pelo desespero são duas possíveis doenças que pode conduzir o atual sistema comunicativo. Anestesiar a consciência no sentido de que muitos profissionais e meios de comunicação estão distantes dos lugares de pobreza, o que pode levá-los a ignorar a complexidade desses dramas.

Ao mesmo tempo, existe a possibilidade de desespero, quando a comunicação é espetacularizada, tornando-se estratégia de construção de perigos e medos. Mas é nessa situação, explica a Secretaria para a Comunicação, que surge o sussurro: “Não tenhas medo, que eu estou contigo”.

Em 2016, essa data foi celebrada em 8 de maio, no domingo que precede a Festa de Pentecostes. O tema foi “Comunicação e Misericórdia: um encontro fecundo”. Confira a mensagem do Papa para a ocasião.


Sobre a data


O Dia Mundial das Comunicações Sociais é a única data estabelecida pelo Concílio Vaticano II (Inter Mirifica, 1963). Ele é celebrado em muitos países, sob a recomendação dos bispos do mundo, no Domingo que precede a Festa de Pentecostes.

Para a ocasião, o Santo Padre sempre escreve uma mensagem, tradicionalmente publicada na Festa de São Francisco de Sales (24 de janeiro), patrono dos jornalistas.

Por cancaonova.com,
com Boletim da Santa Sé
Via: Jovens Conectados

terça-feira, 8 de novembro de 2016

COMO PERMITIR DE FORMA ADEQUADA O USO DO COMPUTADOR E DA TV PELOS FILHOS PEQUENOS


Os pais devem procurar participar da tecnologia com seus filhos, assumindo o papel de “mentor de mídia”, ao invés de usar os computadores como babás

Recentemente, a Academia Americana de Pediatria (AAP) mudou suas recomendações de quanto tempo deve ser permitido ficar na frente do celular ou computador para crianças com até dois anos de idade. Eles “suspenderam a proibição” para crianças mais jovens.

Tentei limitar seriamente o tempo dos meus filhos. Há alguns anos eu li sobre a recomendação inicial da AAP que crianças menores de dois anos não deveriam ficar em frente ao celular ou computador, e com o meu primeiro filho eu era inflexível sobre isso. Até mesmo o Papa Francisco declarou na mídia social que passar muito tempo na frente dos computadores é um grande problema e pode afetar negativamente a vida familiar.

Muito tempo na frente dos computadores tem o potencial de nos levar para longe de nossas famílias, de nos expor e expor nossos filhos a conteúdos que podem ser prejudiciais e inúteis, pelo menos. Então toda vez que eu era “fraca” e deixava meu filho ficar no computador, eu ficava com um sentimento de culpa e vergonha sobre quebrar as regras de tecnologia. Agora, grávida do meu terceiro filho, eu relaxei um pouco, mas eu concordo que o computador pode ser fascinante para as crianças e pode ajudá-las a procurar experiências do mundo real que elas necessitam aprender para crescer.

Então, quando li pela primeira vez esta nova recomendação, eu pensei que a AAP apenas sucumbiu à pressão dos pais (ou talvez até mesmo a pressão de empresas de tecnologia!) para parar de se sentir culpada por algo tão presente em nossa cultura – quando, na realidade, muito tempo na frente do computador é inerentemente prejudicial.

Mas depois de aprofundar sobre a recente declaração da AAP sobre a questão, creio que realmente seja uma diferenciada orientação, e até mesmo o Papa provavelmente concordaria. A AAP certamente não está a favor de um uso da tecnologia sem critérios para todos. Em vez disso, a organização está se concentrando apenas em como usar as telas de computadores, celulares etc., de uma maneira que seja produtiva, educacional, de reforço moral e construção de relacionamento: a orientação agora diz que os computadores que são usados para conectar e comunicar estão liberados para as crianças e, além disso, os pais devem procurar participar da tecnologia com seus filhos, assumindo o papel de “mentor de mídia”, ao invés de usar os computadores como babás.

Esta é uma abordagem muito mais sensível do que simplesmente proibir toda e qualquer tecnologia antes de completar dois anos de idade – algo que muitos pais acham quase impossível de qualquer maneira, especialmente quando há irmãos mais velhos.

Dra. Jenny Radesky, membro do Conselho da AAP, disse em uma declaração recente que: “O objetivo é que os pais e cuidadores preparem as crianças para crescer em um mundo saturado de mídia, desde a infância (com conversas com vídeo), passando pela primeira infância (quando as aplicações devem ser escolhidas de forma sensata e utilizadas em conjunto com as crianças), chegando à pré-escola (quando os programas eficazes, tais como Vila Sésamo, podem ajudá-los a aprender comportamentos pró-sociais ou novas idéias para envolver suas mentes)”.

Outra especialista, Dra. Devorah Heitner, autora do novo livro Raising Digital Natives, concorda com a revisão das regras da AAP. “Eu não acho que a maioria dos pais estivessem apenas esperando a permissão para entregar o iPad aos seus filhos com 18 meses de idade, por isso é melhor reconhecer esse fato e olhar para a qualidade do tempo na frente do computador, ao invés de negar e fingir que não é acontecendo”.

Ela também afirma que, hoje em dia, o tempo no computador - especialmente para as crianças mais velhas - não é nada parecido com o tempo que tivemos na nossa infância. Ao invés de simplesmente sentar em frente à TV, a internet abriu novas formas infinitas de aprendizagem para as crianças – seja assistindo a um vídeo, seja criando um blog, se conectando com amigos, ou compondo uma música. O foco deve ser a aprendizagem ativa, criando e cooperando.

Eu confesso que como sendo mãe que trabalha em casa, às vezes meu padrão é ligar a televisão para que eu possa terminar meu trabalho. E enquanto esta situação não é ideal, é aceitável de vez em quando. Mas, ao invés de me sentir automaticamente culpada, eu acolhi a mudança da AAP e estou escolhendo uma programação de qualidade.

Eu também estou aliviada de poder usar o computador de outras formas em nossas vidas – às vezes nós temos festas familiares e usamos vídeos de música, olhamos vídeos ou fotos da surpreendente criação de Deus, conversamos ao vivo com familiares e amigos que estão distante, ou apenas assistimos a pandas adoráveis e cães hilariantes fazendo coisas engraçadas. São coisas boas que de alguma forma eu estou experimentando junto com a minha família. Ao invés de deixar a culpa me assombrar cada vez que uso a tecnologia de uma forma positiva e produtiva, eu estou escolhendo ser grata pelo acesso à família, aos amigos, às informações e todas as outras coisas boas e dignas disponíveis para nós por causa da tecnologia.

Fonte: Aleteia

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

REVISTA DA DIOCESE DE CAÇADOR (SC) É INSPIRADA PELA MISSÃO DA IGREJA DE EVANGELIZAR


Caçador - Santa Catarina (Sexta-feira, 04-11-2016) Recentemente, a Diocese de Caçador apresentou uma nova revista, divulgando seu projeto de comunicação com os principais elementos que levaram a criar a publicação.

A "Revista Diocesana", com periodicidade trimestral, é inspirada pela missão da Igreja de evangelizar, buscando os meios "adequados e eficazes para que a mensagem de Jesus chegasse até às pessoas".

Na apresentação do material, a Pastoral da Comunicação (Pascom) afirmou que além do trabalho que já desenvolve, sentiu a necessidade de "alçar novos voos na comunicação", tomando assim a iniciativa de elaborar uma revista diocesana "inovadora, fortalecendo ainda mais a evangelização".

Com a proposta de valorizar a comunicação que existe nas relações humanas e na ação evangelizadora como prioridade, a Pascom diocesana ressaltou ainda que a iniciativa é uma forma de resposta ao apelo do Papa Francisco, quando diz que "a comunicação deve colocar-se a serviço de uma verdadeira cultura do encontro".

De acordo com a membro da Pastoral, Juliana Rodrigues, a chegada do novo veículo vem para somar forças, "chegando a públicos que o Jornal Fonte e o site não atingem".

A primeira edição da revista é gratuita e trata de temas centrais como Nossa Senhora Aparecida, tendo em vista o jubileu dos 300 anos da aparição da Imagem da Virgem Santíssima nas águas do rio Paraíba do Sul e o Ano Santo da Misericórdia.

Através de 20 páginas, será apresentado um conteúdo com temáticas relacionadas a fé, cultura e sociedade, bem como um espaço para a palavra do Papa e do bispo diocesano, Dom Severino Clasen.

Além disso, a "Revista Diocesana" terá entrevistas; matérias sobre a vida pastoral da Igreja; artigos formativos; temas atuais; notícias; fatos que marcaram a história da diocese; entretenimento e entre outros materiais.

O lançamento foi realizado nas 25 paróquias diocesanas, durante todo o mês de outubro, junto com a peregrinação da Imagem Jubilar de Nossa Senhora Aparecida.

Dom Severino Clasen, inclusive, destacou a capa da revista com a Imagem da Padroeira do Brasil. "Já na capa aparece Nossa Senhora Aparecida que deve ser o caminho, a grande ternura da mãe apontando o Filho. Todos nós, como bons cristãos, temos que nos informar e saber como ser um bom cristão, por isso não deixe de fazer a assinatura", convidou. (LMI)

Fonte: GaudiumPress

sábado, 29 de outubro de 2016

PRÊMIOS DE COMUNICAÇÃO DA CNBB - INSCRIÇÕES VÃO ATÉ 31 DE DEZEMBRO DE 2016


Celebra-se, em 2017, o cinquentenário dos Prêmios de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que têm uma história marcada por belas expressões de reconhecimento de valores culturais do povo brasileiro.

Em 1967, num ambiente político de grande significado para a história recente do País, foi entregue pela primeira vez, o prêmio de cinema “Margarida de Prata”. No correr de cinco décadas, filmes de singular beleza e qualidade foram agraciados. No final do século XX, mas precisamente em 1989, a CNBB apoiou a criação do “Microfone de Prata” instituído pela então organização UNDA Brasil.

Em comemoração aos 50 anos de existência da Conferência, em 2002, foi instituído o prêmio de Imprensa, “Dom Helder Câmara” e o “Clara de Assis” foi criado em 2005 para contemplar obras realizadas para a Televisão.

Dentro das celebrações do cinquentenário, a CNBB criou seu prêmio para Internet e homenageou “Dom Luciano Mendes de Almeida” no décimo ano de sua Páscoa celebrada no dia 28 de agosto de 2016.

Para saber mais detalhes, baixar o Regulamento e Fichas de Inscrições, acesse:


Fonte: CNBB

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO



Para rir um pouco: 9 pérolas nos
quadros de avisos paroquiais...


Avisos afixados nos murais de algumas igrejas. Todos eles são reais, escritos com boa vontade e má redação. Divirta-se!

AVISOS AOS PAROQUIANOS:
1- Para todos os que têm filhos e não sabem, temos na paróquia uma área especial para crianças.

2- O torneio de basquete das paróquias vai continuar com o jogo da próxima quarta-feira. Venham nos aplaudir, vamos tentar derrotar o Cristo Rei!

3- Na sexta-feira às sete, os meninos do Oratório farão uma representação da obra Hamlet, de Shakespeare, no salão da igreja. Toda a comunidade está convidada para tomar parte nesta tragédia.

4- Prezadas senhoras, não esqueçam a próxima venda para beneficência. É uma boa ocasião para se livrar das coisas inúteis que há na sua casa. Tragam seus maridos!

5- Assunto da catequese de hoje: Jesus caminha sobre as águas. Assunto da catequese de amanhã: Em busca de Jesus.

6- O coro dos maiores de sessenta anos vai ser suspenso durante o verão, com o agradecimento de toda a paróquia.

7- O mês de novembro finalizará com uma missa cantada por todos os defuntos da paróquia.

8- O preço do curso sobre Oração e Jejum não inclui as refeições.

9- Por favor, coloquem suas esmolas no envelope, junto com os defuntos que desejem que sejam lembrados.

Fonte: Site Terraboa

sábado, 22 de outubro de 2016

QUAIS VALORES QUEREMOS TRANSMITIR COM A REVOLUÇÃO DIGITAL ?


Igreja Católica e gigantes da comunicação encontram-se para discutir a sociabilidade virtual

O legado da revolução digital para as próximas gerações é um tema que interessa não só aos comunicadores e usuários da internet, mas também à Igreja Católica.

Por isso, representantes de empresas como o Google e de gigantes da mídia e da publicidade se encontrarão no Vaticano para discutir o assunto.

Entre os que aderiram à iniciativa estão Eric Schmidt, presidente da Alphabet (Estados Unidos); Sir Martin Sorrell, CEO da WPP, a maior multinacional do mundo da publicidade, assim como Maurice Lévy, presidente do grupo Publicis, outro gigante do setor. Também estará no Vaticano Jerry Buhlmann, CEO da Dentsu Aegis Network (Grã-Bretanha).

O evento, que é o primeiro espaço de diálogo privilegiado com a Igreja Católica sobre esses temas, terá a participação de monsenhor Dario Viganò, prefeito da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, e do bispo Enrico dal Covolo, reitor da Universidade Lateranense.

Entre os líderes do mundo da comunicação, encontram-se ainda David M. Zaslav, presidente da Discovery Communications (Estados Unidos); Kenneth W. Lowe, presidente da Scripps Networks Interactive (Estados Unidos) e Naguib Sawiris, presidente da Orascom Telecom (Egito).

O diálogo sobre os desafios éticos implicados pelas novas tecnologias constitui um dos temas centrais, motivo pelo qual participarão também do encontro o príncipe Nikolaus de Liechtenstein, presidente da Fundação para a Evangelização através dos Meios de Comunicação (FEM, Roma), e Carlo D’Asaro Biondo, presidente de Relações Estratégicas do Google (EMEA).

O encontro será encerrado por monsenhor Lucio Ruiz, secretário da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, que sintetizará as primeiras conclusões.

A iniciativa, que conta com o patrocínio da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, recentemente criada pelo Papa Francisco, da Universidade Lateranense e da associação La Tela Digital, será realizada no dia 4 de novembro na sede da Lateranense. O tema geral é “A transmissão dos valores na era digital”.

Os participantes discutirão, em particular, um apelo feito pelo Papa Francisco em sua encíclica Laudato Si, em que ele afirmava que, como nunca antes na história, o destino comum nos convoca a buscar um novo começo.

Por isso, os organizadores criaram a hashtag #anewbeginning (um novo começo) para poder sensibilizar as redes sociais sobre esta preocupação do Papa e dos participantes.

“Que o nosso seja um tempo que se recorde pelo despertar duma nova reverência face à vida, pela firme resolução de alcançar a sustentabilidade, pela intensificação da luta em prol da justiça e da paz e pela jubilosa celebração da vida”, dizia o Papa Francisco em referência aos valores que deveriam ser promovidos pela era digital.

Mais informação em www.core-values.org


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

APLICATIVO OFICIAL DA ARQRIO: MINUTO DE FÉ - É APRIMORADO E RECEBE NOVAS CONFIGURAÇÕES


O aplicativo oficial da Arquidiocese do Rio de Janeiro “Minuto de Fé”, lançado há um ano pelo Cardeal Orani João Tempesta, foi aprimorado e recebeu novas configurações para atender às demandas dos usuários. Agora, os fiéis ficarão atualizados quanto às principais notícias da Igreja no Brasil e no mundo, mas também poderão interagir com a realidade da própria paróquia.

Para o vigário episcopal para Comunicação Social e Cultura, cônego Marcos William Bernardo, o aplicativo será um auxílio para os católicos que residem no Rio, mas também para os turistas que visitam a cidade. Ele também explicou que as informações serão veiculadas com mais rapidez pela ferramenta.

“Estamos no patamar em que o ‘Minuto de Fé’ corresponde às expectativas dos católicos. Tanto aqueles que moram no Rio quanto os turistas que chegam à cidade têm a oportunidade de localizarem as Igrejas mais próximas aos locais em que estão. Ao mesmo tempo, será uma alternativa para os fiéis que desejam visitar outras comunidades. Serão diferentes quadros, a começar pela arquidiocese, a qual estará disponibilizando, na própria janela do aplicativo, todas as suas atividades pastorais e ações do governo arquidiocesano atualizadas. Muitas vezes, a informação aparece primeiro no aplicativo e só depois é veiculada no site, na Rádio Catedral FM e no jornal ‘Testemunho de Fé’ ”, explicou.

De acordo com o vigário Marcos William, o aplicativo também quer permitir que a Igreja continue a ter um diálogo com o mundo e apresente a própria visão com relação aos fatos que atingem a sociedade como um todo.

“Queremos estabelecer um diálogo com o mundo, não só com notícias da Igreja Católica. Essa relação com diferentes segmentos mundiais não só internos (ou seja, a Igreja olhando para si mesma), mas junto às várias ações que dizem respeito ao sofrimento do homem, como os recentes atentados aos Estados Unidos e à Paris, por exemplo. A Igreja também quer dialogar com esses temas, quer tomar parte e apresentar a própria visão diante desses fatos”, destacou.


ALGUMAS DAS FUNÇÕES

AGENDA DA IGREJA


Nesta sessão, o usuário pode ter acesso a todos os conteúdos da paróquia e da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Através disso, será possível ficar por dentro de todos os eventos, missas, festas e atividades da Igreja.


NOTÍCIAS


Agora o usuário ficará sabendo sobre as principais notícias, além de ter acesso à visão da Igreja com relação aos fatos divulgados. No aplicativo, os fiéis terão acesso, rapidamente, às informações.


UNIDOS NA ORAÇÃO


Através deste recurso, os fiéis podem:

Cadastrar uma pessoa que precise de orações. Para isso, basta preencher os campos que serão solicitados;

Convidar amigos para enviar orações à determinada pessoa, que poderá ler ou ouvir as mensagens;

As mensagens podem ser enviadas à pessoa necessitada tanto na forma pública como privada.


ENCONTRE UMA IGREJA


Basta clicar nesta função e o aplicativo busca, de forma mais rápida, todas as paróquias que estiverem mais próximas ou ajuda a descobrir a localização exata de alguma igreja na cidade.


A PALAVRA DO PADRE


Além de saber as notícias da Igreja no Brasil e no mundo, os fiéis também ficarão informados sobre as novidades da própria paróquia. Nesta sessão, o pároco de determinada igreja pode postar áudios, vídeos e textos aos seus paroquianos. Além disso, o sacerdote pode escolher se a mensagem será pública ou destinada somente a um grupo de pessoas.


MENSAGENS E NOTIFICAÇÕES PUSH


Nesta sessão, ficarão as mensagens que a paróquia enviar. Ou seja, toda vez que o padre publicar uma mensagem, o paroquiano será avisado automaticamente.

O aplicativo é gratuito e está disponível nas versões Android e iOS. O link para realizar o download também pode ser encontrado através do site arqrio.org ou pelas mídias digitais da arquidiocese.


Baixe agora gratuitamente! 


Fonte: ARQRIO