INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

Olá amigos,

Esse blog é um espaço para a divulgação de notícias de uma forma geral envolvendo todo tipo de matéria sobre a comunicação e marketing católico.

Nos propomos a pesquisar tudo o que existe de matérias sobre a comunicação e marketing católico na web e em outras fontes de comunicação, concentrando-as nessa ferramenta que agora estamos disponibilizando, de forma a facilitar a pesquisa e coleta de informações pelas PASCOM de todas as Paróquias espalhadas pelo Brasil afora. Será também um espaço para divulgação de notícias das próprias PASCOM.

Dessa forma, esperamos que seja um meio onde se poderá encontrar, num só lugar, qualquer matéria publicada que envolva a comunicação e marketing dentro da nossa querida Igreja Católica.

Ajude-nos informando sobre suas atividades, eventos, seminários, encontros, retiros etc, que envolvam os meios de comunicação dentro da sua Paróquia, Vicariato ou Diocese.

Vamos à luta, com a graça de Deus e a força do Espírito Santo, pois COMUNICAÇÃO É EVANGELIZAÇÃO !

Por: José Vicente Ucha Campos

Contato:
jvucampos@gmail.com

quarta-feira, 27 de abril de 2011

TELEVISÃO E INTERNET – Interação saudável?

Noutro dia li um artigo que dizia no seu título: “A internet já invadiu a televisão”. Isso é uma verdade. Basta acompanhar os diversos programas ao vivo ou não, que existem hoje em dia, em diversas redes de televisão, onde o(a) apresentador(a) de tempos em tempos, na maioria das vezes auxiliado (a) por um(a) assistente de palco, recebe e comenta e-mails recebidos durante o programa.

São opiniões, perguntas, comentários, dúvidas, etc, que são comentadas durante o programa e que tornou-se parte integrante dos mesmos, abrindo dessa forma, uma possibilidade muito grande de participação dos telespectadores, que interagem de forma efetiva com o apresentador(a) e às vezes sendo foco de discussões entre convidados do programa que participam ao vivo do mesmo.

E esse tipo de participação está presente em todo tipo de programa, seja de auditório, de entrevistas e até transmissões esportivas, principalmente futebol.

E a participação dos internautas não se limita apenas a e-mails, mas também usam o twitter, o facebook e outros.

Dessa forma pode-se ter uma interação que é muito interessante, não somente para o programa, que ganha em audiência, mas também para o próprio internauta, que pode tirar suas dúvidas na hora em que um determinado assunto está sendo discutido, dar opinião, questionar, tornando sua participação muito mais dinâmica que um mero espectador, como acontecia antigamente.

Podemos chamar a esses telespectadores internautas de “coadjuvantes virtuais”, pois fazem parte do programa, sem estarem presentes fisicamente neles.

O certo é que cada vez mais programas utilizam desse artifício dentro do seu planejamento, o que influencia sobremaneira também a que o seu público tenha e faça uso de seu computador, para, dessa forma, participar ativamente de sua apresentação.

Estão cada vez mais sendo utilizadas, as chamadas WEBTVs, que dependendo do tipo (ondemand e ao vivo) que estão engatinhando ainda, mas que tem grandes possibilidades para o futuro. Nelas, você pode assistir ao que quiser, escolhendo o programa de seu interesse, que já foi gravado anteriormente (ondemand) ou assiste ao vivo ao programa que estiver sendo transmitido naquele momento.

Existe ainda diversas outras possibilidades, tais como a gravação de programas e shows os mais diversos, baixados pelo computador, para serem assistidos quando você quiser e tiver vontade.

Hoje em dia já existem, aparelhos de televisão que vem com o computador embutido, ou podemos dizer ao contrário também, verdadeiros computadores que funcionam como aparelhos de televisão.

Acho, que essa interação é altamente saudável pois traz consigo, todas as possibilidades que acima mencionamos e com certeza trará diversas outras que ainda teremos a oportunidade de presenciar.

Outra grande vantagem dessa interação, é que existe uma maior possibilidade de se escolher os programas, vídeos, notícias etc que se desejar ver, excluindo assim programas indesejáveis.

Abre também, dessa forma, uma grande possibilidade e oportunidade para a nossa Igreja Católica, de também apresentar e divulgar a sua mensagem, ou seja, a Mensagem de Jesus Cristo. Mas, para tal, temos que nos preparar; isso significa, começarmos a produzir desde já programas e vídeos diversos sobre a Mensagem que queremos transmitir, com qualidade e criatividade, disponibilizando uma variedade de temas e assuntos de cunho cristão/católico para as mais variadas necessidades e anseios do público em geral. Abordando inclusive temas polêmicos e controversos, para os quais a nossa Igreja não pode simplesmente se ausentar da discussão, pois se nós nos escondermos do mundo, ele será dominado por aqueles que melhor apresentarem suas propostas, mesmo que sejam totalmente contrárias à nossa doutrina. Não podemos perder essa grande oportunidade de Evangelizar.

Por: José Vicente U.Campos

Fonte: PASCOM-PNSC

terça-feira, 26 de abril de 2011

Setor de Ensino Religioso da CNBB inaugura Biblioteca Virtual

De 2008 até os dias atuais, o Setor de Ensino Religioso da CNBB tem se preocupado em revisar e recuperar todo o acervo correspondente as ações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) por mais de três décadas, sobre o Ensino Religioso no Brasil.

Após esses três anos de pesquisa, encabeçada pela assessora do Setor Ensino Religioso, professora Anísia de Paulo Figueiredo, em conjunto com o bispo referencial do Setor, dom Eurico dos Santos Veloso, arcebispo emérito de Juiz de Fora (MG), que a CNBB inaugura a Biblioteca Virtual. Nela (Biblioteca Virtual) está todo o itinerário percorrido durante 30 anos do Ensino Religioso no Brasil, com foco na recuperação, revisão, elaboração e divulgação de documentos inéditos. Outros destaques da Biblioteca ficam por conta dos oito projetos e respectivos programas do Setor, contidos em dois Planos de Pastoral do Secretariado Geral: o 19º - 2008; o 20º, em 2009 – 2011.

Além da assessora do Setor e do bispo referencial, outras pessoas trabalharam na construção do acervo: o arcebispo do Rio de Janeiro e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Cultura, Educação e Comunicação Social da CNBB, dom Orani João Tempesta; a Comissão de Trabalho de Bispos sobre o Ensino Religioso da CNBB; o Grupo de Assessoria e Pesquisa sobre o Ensino Religioso; Consultores “AD DOC” para assuntos específicos do momento e o Grupos de Apoio Técnico.

Acesse a Biblioteca Virtual: http://www.cnbb.org.br/ensinoreligioso

Fonte: Blog da CNBB

Arquidiocese de Niterói realiza encontro de comunicação para a Pascom

A arquidiocese de Niterói (RJ) realiza no próximo dia 30 de abril na catedral de São João Batista, o encontro da Pastoral da Comunicação (Pascom) Arquidiocesana. O objetivo é orientar os participantes para a produção de notícias além de ajudar na criação da pastoral nas paróquias em que ela ainda não exista.

Para o assessor, padre Leandro, as paróquias são importantes no que diz respeito à evangelização e repasse de informações para a arquidiocese. Ele ainda apontou a importância de capacitações para o uso e produção de conteúdo. Segundo ele a Igreja de Niterói precisa dar uma nova cara à Pascom Arquidiocesana e para isso será promovido o encontro.

A formação é gratuita, destinada a todos os leigos, padres e religiosos das paróquias que atuam ou irão atuar na Pascom.

Mais informações: (21) 3602-1700 ramal 217.

Em Maio o Setor de Comunicação promoverá um grande encontro com comunicadores que estão atuando no mercado. Será na sede da arquidiocese e terá a presença do bispo auxiliar dom Roberto Francisco Ferrería Paz.

Fonte: CNBB

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Conheça e assista a versão em animação japonesa (Anime) do filme "Jesus"

Com o objetivo de atrair um público jovem que assiste séries japonesas como Pokemon, Dragon Ball e tantas outras a animação “Meu último Dia (My Last Day) é uma adaptação do conhecido filme “JESUS” criado pelo Projeto de Filme JESUS do ministério da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo para uma versão Anime (animação japonesa).

Diferente do projeto original a animação é um curta-metragem, ou seja, em 9 minutos busca contar a história da crucificação de Cristo através dos olhos do ladrão que estava pendurado ao lado dele. O objetivo da animação é mostrar ao público a oportunidade de testemunhar a transformação pessoal do criminoso diante da verdade de Jesus.

Ao fim do filme um site que responde a pergunta “Quem é Jesus” é apresentado como uma proposta interativa e evangelística.

Aliando animação, internet e um vídeo rápido esse projeto tem o claro objetivo de capturar a atenção de uma geração conectada e que não conheceu a versão clássica do filme. Segundo um dos responsáveis pelo projeto, Greg Gregoire, “o clássico filme “Jesus” é superior a 31 anos e ainda muito eficaz em muitos contextos, a próxima geração – a geração Internet – e outras audiências dos meios de comunicação sofisticados precisava de uma maneira diferente de se conectar com a história”.

A animação também tem grandes nomes envolvidos como Barry Cook que dirigiu o filme da Disney “Mulan” e foi o supervisor de efeitos visuais de “A Bela e a Fera”. Segundo ele: “Não vai ser o filme JESUS de seus avós. Nem mesmo vai ser ‘A Paixão de Cristo’ dos pais. Será a história de Jesus contada em sua língua”.

A animação “Meus últimos dias” estreou no dia 21 de Abril, e pode ser visualizada através do site Global Short Film Network (http://bit.ly/emmpRM).

Fonte: site da Comunidade Shalom - Blog Carmadélio

Diocese de Santarém promove 11ª Semana da Comunicação

“Igreja, Comunicação e Missão, uma sintonia com a Missão Diocesana de Evangelização”. Este é o tema da 11ª Semana da Comunicação da Diocese de Santarém que será realizada no período de 30 de abril a 8 de maio.

A abertura do evento será em nível diocesano com uma celebração eucarística na igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Urumanduba, Área B.

No dia 7 de maio será realizado o Dia "D" da Comunicação: com oficinas de Leitores de Celebração, Oratória, Dinâmica de Grupos e Leitura Crítica dos Meios de Comunicação na escola São Francisco. E duas oficinas pela manhã, com início às 8h e duas pela parte da tarde, às 14h. As inscrições vão até dia 3 de maio.

Este ano a Semana de Comunicação tem como objetivo geral “ir ao encontro das pessoas para despertar nelas o desejo e o sentido de encontrar-se com Jesus e de pertencer à comunidade eclesial, comprometida na construção do Reino, celebrando e animando a caminhada e a comunhão de todas as comunidades”. Deseja contribuir com o processo da Missão Diocesana de Evangelização.

Outra finalidade do evento é “preparar o ambiente com frases de comunicação que geram vida, com objetos da nossa cultura; cartaz da Semana; acolhida para preparar antecipadamente um cartão com mensagens comunicativas de vida nova, esperança, e distribuir na chegada para cada pessoa o canto/oração que ficará a critério da equipe”.

Fonte: CNBB

A maneira correta de comunicarmos Jesus Cristo

Queridos amigos, recebi o texto abaixo por e-mail, de um amigo, e achei muito interessante para nós que pretendemos comunicar o Evangelho de Jesus Cristo e que utilizamos as diversas formas de mídia para tal.
Leiam com atenção e procurem refletir sobre o que podemos fazer para sermos cada vez mais criativos, sábios e ousados no anúncio da Palavra de Deus.

“Uma sábia e conhecida anedota árabe diz que, certa feita, um sultão sonhou que havia perdido todos os dentes. Logo que despertou, mandou chamar um adivinho para que interpretasse seu sonho.

- Que desgraça, senhor! Exclamou o adivinho. Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.

- Mas que insolente gritou o sultão, enfurecido. Como te atreves a dizer-me semelhante coisa? Fora daqui!

Chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem açoites. Mandou que trouxessem outro adivinho e lhe contou sobre o sonho. Este, após ouvir o sultão com atenção, disse-lhe: “Excelso senhor! Grande felicidade vos esta reservada. O sonho significa que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.”

A fisionomia do sultão iluminou-se num sorriso, e ele mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. E quando este saia do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado: “Não é possível! A interpretação que você fez foi a mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele pagou com cem açoites e a você com cem moedas de ouro.”

- Lembra-te meu amigo – respondeu o adivinho – que tudo depende da maneira de dizer… Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra.

Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta duvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade.

A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e, acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos. Ademais, será sábio de nossa parte se antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dize-la a nós mesmos diante do espelho. E, conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou deixar de lado o nosso intento. Importante mesmo, é ter sempre em mente que o que fará diferença e a maneira de dizer as coisas… “

Do texto acima, de autor desconhecido, podemos concluir que Jesus foi um grande comunicador. Independentemente de ter sido crucificado, temos a certeza que somente o foi, pelo medo que os poderosos da época tinham quanto a reação do povo que escutava o que Jesus dizia, assimilava tudo em seus corações e começava a viver aquela Palavra de vida na prática de suas vidas, causando mudanças radicais em muitos, e isso, com certeza, amedrontava os que tinham o poder, pois tinham medo de perdê-lo.

Isso tudo só confirma que Jesus teve sucesso absoluto na sua Comunicação da Palavra de Deus, do anúncio do Reino e do Seu Plano de Salvação para todos nós.

Jesus naquela época, já pregava a verdade, mas de forma diferente para cada público que o escutava. Foi assim com os Apóstolos, os discípulos, com o povo em si. Para cada grupo, embora falando a mesma verdade, a colocava segundo seus costumes e suas culturas. Podemos ver isso, quando falava em parábolas, quando trazia para suas pregações situações da vida e da cultura do povo, como quando falava dando exemplos do “oleiro”, e das diversas formas que anunciava como seria o Reino dos Céus e por aí adiante.

Assim, nós, comunicadores atuais do Evangelho de Jesus Cristo, temos que nos esmerar e procurar encontrar as formas certas de anunciar a única verdade existente, a Palavra de Deus.

Esse é o nosso grande desafio: "saber como anunciar a Verdade, de uma forma que todos se sintam arrebatados por Ela."

Que o Divino Espírito Santo de Deus nos ilumine sempre, de forma a que possamos usar nossos dons e carismas para anunciarmos de forma convincente, a Verdade contida no Evangelho de Jesus Cristo. Amém!!!

Fonte: PASCOM-PNSC

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cineclubes: espaço de diálogo entre o Sagrado e o Cinema

Quem não gosta de reunir os amigos para assistir a um bom filme e depois conversar sobre as cenas mais interessantes? Se for levada a sério, com regularidade e organização, essa atividade tem um nome: Cineclubismo.
Neste caso, a exibição dos filmes ultrapassa o entretenimento e se propõe à reflexão. E que tal montar um cineclube na sua comunidade, que ajude a refletir os temas da Igreja e da vida?

Durante o 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação haverá uma oficina prática sobre o tema. Mas quem quiser se adiantar pode conferir as dicas da jornalista Bruna Brasil, que integra o grupo de pesquisa Sagrado Cinema: Comunicação, religião e sociedade, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da PUC-Rio.

O que é um cineclube?

Bruna Brasil: A atividade cineclubista é atualmente regulamentada no Ministério da Cultura, existindo inclusive editais de fomento com oferecimento de equipamentos e cursos para os contemplados. Existem entidades de classe regionais e nacional (Conselho Nacional de Cineclubes). Como tal, é definida como uma atividade sem fins lucrativos de exibição de filmes para reflexão, sendo assim pressupõe o encaminhamento de debates. Esses debates podem ser formais, com a participação de palestrantes, ou induzidos em eventos com confraternização posterior onde as discussões ocorreriam paralelamente. Em ambos os casos deve ser conduzido por um mediador que oriente o olhar da plateia para as questões que o cineclube pretende suscitar com o filme escolhido.

E como começou o movimento de cineclubismo aqui no Brasil?

Bruna: Nos anos 1920, quando o cinema ainda era incipiente, a atividade surgiu da necessidade dos jovens cineastas em estudar as possibilidades do cinema. Era um grupo pequeno de jovens da elite que tinham acesso a câmeras e dinheiro para revelar as películas que também era caras. Reuniam-se na garagem de um deles para assistir aos clássicos do cinema europeu e discutir estética e linguagem. Como não havia escolas de cinema, essa era a formação dos primeiros cineastas brasileiros.

O que é preciso para formar um cineclube nas comunidades?

Bruna: Primeiro, a vontade de fazer esse tipo de atividade. Como qualquer clube, deve ser formado por pessoas que gostem de se reunir para o fim a que o clube se destina. No caso ver e discutir filmes. Um cineclube nunca deve ser instituído como mera atividade de entretenimento. Para isso existem as salas de cinema convencionais. O cineclube tem uma função social de mobilizar, e formar o público para determinados assuntos. Nesse ponto tem um caráter bem político. Uma vez que existe um grupo que deseja fazer isso, o ideal é que se busque uma iniciação, um curso que ensine como fazer. Mesmo que apenas um do grupo consiga fazer o curso, já seria o suficiente para aplicar o conhecimento junto aos seus colegas. Tarefas como as de produção, regulação, curadoria e condução de debates não são coisas que se aprenda lendo uma apostila ou um site na Internet.

Como o cineclube pode ser um espaço que fortaleça a comunicação na Igreja?

Bruna: Na medida em que a comunidade escolha coletivamente os temas e os filmes que deseja ver e discutir. Um cineclube católico deve auxiliar na projeção da filosofia cristã na vida da comunidade. Para tanto deve-se ter sensibilidade de perceber que tipo de filme tocará o sentido do sublime, do sagrado, naquela determinada comunidade. Por isso não pode ser uma curadoria de cima para baixo, deve ser algo que parta da própria comunidade. É um espaço para divertir e convergir. Entreter e promover a troca de pensamentos. Muitas vezes será ali que o padre encontrará melhor os fiéis, com mais entrega que na própria confissão.

Você comentou que os cineclubes foram escolas de cinema para os primeiros cineastas brasileiros. Você acredita que os cineclubes podem estimular até a produção de filmes nas comunidades?

Bruna: Com certeza. Só faz bons filmes quem assiste a muitos filmes. O melhor lugar para se aprender cinema é num cineclube. E se o cineclube se propõe a produzir, irá conduzir a curadoria e os debates para essa linha do conhecimento.

E quais filmes você indicaria para os agentes da Pastoral de Comunicação que desejam formam um cineclube?

Bruna: Não indicaria filme algum. Cada comunidade vai precisar de filmes bem específicos para o seu momento e seus anseios. Somente a comunidade poderá dizer quais os melhores filmes para o seu cineclube.

Fonte: site do MUTICOM

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Comercial com sugestão clara a Jesus desrespeita e causa polêmica na Itália

É meus amigos, a coisa está cada vez pior, com relação ao desrespeito das pessoas e empresas com o Sagrado.
Está acontecendo, que por falta de imaginação, de critérios éticos, de responsabilidade, de criatividade e pior ainda, por falta de respeito, principalmente à Igreja Católica e aos seus valores mais sagrados, as pessoas e empresas pelo mundo a fora, estão debochando  do nosso Deus, único e verdadeiro e da Sua Igreja.
Não sei onde vamos chegar se os católicos do mundo não tomarem uma posição de defenderem a Sua Igreja e o Seu Deus.
Sem violência, pois Jesus nunca aceitaria isso, temos que impor respeito a nossa fé por parte de quem não é crente e vende a própria alma para ganhar dinheiro.
Temos que deixar de comprar, de usar, de assistir e seja mais o que for, tudo aquilo que for de uma empresa que desrespeite a nossa fé.
Temos que usar os meios legais e a força da pressão popular, para coibir esses abusos e absurdos que estão acontecendo pelo mundo.
Nem bem mostramos a reportagem anterior e já divulgamos a que vem a seguir, em mais um exemplo infeliz de desrespeito à nossa fé.
Vejam o absurdo:

A Igreja Católica criticou um anúncio veiculado na televisão italiana no qual um homem seminu e semelhante a Cristo tenta repelir os avanços sexuais de uma mulher com sobrepeso.
O anúncio é para fones de ouvido sem fio de uma empresa de telefonia móvel. Porém, não foi bem vista a decisão de mostrar justamente na época da Páscoa um homem amarrado a uma cama em uma pose que lembra Jesus na cruz .
A empresa Nodis exibiu a chamada no canal de televisão Italia 1, propriedade da Mediaset, empresa do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Imediatamente a Conferência dos Bispos Católicos da Itália se pronunciou. “É um conceito sórdido e incrivelmente ofensivo para aqueles que acreditam em Jesus Cristo”, disse um editorial do jornal católico Avvenire.
O editor do jornal, Marco Tarquinio, disse que o comercial nunca deveria ter sido feito e sugeriu que os católicos ofendidos com o anúncio deve parar de assistir ao canal e boicotar os produtos da empresa anunciante.
A Aiart, associação de telespectadores da televisão católica, fez um protesto formal sobre o comercial: “A referência a Cristo é explícita e profundamente ofensiva para o sentimento religioso”.



 

Fonte: site da Comunidade Shalom - Blog Carmadélio

Obra blasfema mostra Crucifixo submerso em urina na França

PARIS, 20 de abril de 2011.
Um grupo de cristãos destruiu uma obra blasfema do polêmico autor americano Andrés Serrano exposta em Avignon (França), que consiste em uma fotografia em que se aprecia um recipiente cheio de sua própria urina com um crucifixo dentro.
O controvertido artista, autor também da amostra "Shit" (Excremento) de 2008, que ficou famosa pela utilização de cadáveres, excrementos, sêmen e sangue em seus trabalhos.
A polêmica peça de 1987 titulada "Piss Christ" (Cristo da Urina) foi golpeada no sábado por três cristãos que levavam chaves de fenda. Depois destes fatos os encarregados da exposição afirmaram que já não é possível repará-la.
Esse mesmo sábado 500 pessoas exigiram aos diretores do museu privado de arte contemporânea de Avignon a retirada da fotografia da exposição, que já foi vetada nos Estados Unidos e na Austrália por ofender a sensibilidade dos cristãos.
O Ministro da Cultura da França, Frederic Mitterrand, cujo ministério é um dos patrocinadores financeiros da exposição "Eu acredito nos milagres" propriedade de La Collection Lambert, assinalou que o incidente "é um ataque à liberdade de criação" mas admitiu que a obra de arte (Piss Christ) poderia ser chocante para certo tipo de público".
Na semana passada, o Arcebispo de Vaucluse (França), Dom Jean-Pierre Cattenoz, solicitou à galeria que retire "esse lixo" da exposição.
Depois dos fatos, o autor do Piss Christ, Andrés Serrano, um nova-iorquino de raízes hondurenhas, assinalou ao jornal francês Liberação que "sou cristão. É mais, sou um artista cristão" e comentou que gostaria "trabalhar no Vaticano, realizar uma grande obra religiosa em Roma, nas igrejas da cidade do Pontífice".
Logo depois de comentar que não tem "nenhuma simpatia pela blasfêmia", Serrano disse também que "apelando ao sangue, à urina ou às lágrimas, provoco reações. Também é um modo de recordar a todo mundo o horror que passou Cristo".
Logo depois do ocorrido no sábado, o museu decidiu reabrir esta terça-feira 19 de abril a exibição com "segurança reforçada" para evitar fatos similares.
Consultada pelo grupo ACI, a perita historiadora da arte Liz Lev da Universidade Duquesne de Roma comentou sobre o fato que "embora a violenta destruição não seja a resposta para nada, quando uma obra de arte é uma provocação que ofende a fé de alguém –seja muçulmano, judeu ou cristão– então, até certo ponto, converte-se em um ato de consciência por parte dos fiéis quem assim procuram evitar ver seu Deus denegrido desta forma".
"Ou seja, um recipiente com a urina do artista com Cristo dentro? Que se espera que aconteça diante disso? Qual é a razão dessa peça se não a provocação? Que mais queria criar o artista se não essa reação? De alguma forma, isso é provavelmente o que ele sempre quis", considerou Lev.
Há duas semanas, a organização francesa Institut Civitas exige a retirada da controvertida peça Piss Christ, "assim como proibi-la completamente de qualquer exibição pública na França, em razão de seu caráter provocador e discriminador contra os cristãos".
Também solicitam "destruir todos os meios impressos que utilizam esta foto como pôsteres, painéis públicos, Panfletos, etc.".
Deste modo pedem "deter todo financiamento público e privado desta exposição (que recebeu quase um milhão de euros para um novo período de dez anos nos que uma boa parte provêm de impostos)".
A solicitude da Civitas recebeu até o momento a adesão de mais de 84 000 pessoas. Para assinar o pedido (em francês) pode ingressar em: http://www.defendonslecrucifix.org/
Fonte: Acidigital

terça-feira, 19 de abril de 2011

Arquidiocese de Niterói inaugura Rádio Web oficial

Amanhã, dia 20 de abril de 2011, a Arquidiocese de Niterói (RJ) inaugura a sua Rádio Web que levará a informação arquidiocesana para todo o mundo.

Neste dia, será celebrada uma missa presidida pelo arcebispo de Niterói, dom Alano Maria Pena e concelebrada pelo bispo auxiliar, dom Roberto Francisco, na cúria arquidiocesana de Niterói.

A rádio terá o nome de Anunciadora, fazendo menção à padroeira da arquidiocese que é Nossa Senhora Auxiliadora. A rádio terá uma programação com músicas católicas, juntamente com boletins, informativos, orações e entrevistas.

Para ouvir a rádio, acesse o site da arquidiocese de Niterói, no endereço: www.arquidiocesedeniteroi.org.br ou no site da rádio web Anunciadora, no www.radioanunciadora.org.br.
Fonte: CNBB

Definida programação e data do 4º Mutirão de Comunicação do Regional NE2

Foi definida a programação e a data do 4º Mutirão de Comunicação (Muticom) do Regional Nordeste 2 da CNBB (Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte). O evento discutirá o tema “Processos de Comunicação e mídias digitais: evangelização em tempos de cibercultura” nos dias 28 a 30 de outubro, no Colégio Madalena Sofia, em Maceió (AL).

O evento tem por objetivo construir oportunidades de capacitação de agentes pastorais na utilização de técnicas de comunicação e ampliação de conhecimento sobre o pensamento da Igreja em relação à comunicação e ao uso dos meios para a evangelização. O Mutirão quer ainda provocar debates sobre temas relacionados com o mundo das comunicações e dos meios para criar oportunidades de capacitação de agentes pastorais, através de oficinas sobre o uso de técnicas e dos meios de comunicação.

Durante os três dias de encontro, o Mutirão deverá reunir as 21 dioceses do Regional Nordeste 2 e irá favorecer oportunidades para a troca de experiências e o encontro fraterno entre agentes pastorais. Logo na abertura do evento, no dia 28, à noite, haverá uma palestra com a abordagem do tema central do Muticom. Logo depois começam os debates com os participantes.

No dia 29, serão realizadas 15 oficinas temáticas, que ocorrerão simultaneamente, durante todo o dia, sobre os seguintes temas: Criação de webrádios, Produção de jornais digitais, Elaboração de projetos para captação de recursos, Marketing digital, Comunicação e liturgia na mídia, Pastoral da acolhida, Catequese digital, Cerimonial e organização de eventos, Planejamento de Publicidade e Propaganda, Pastoral da Comunicação, Produção de programas radiofônicos, entre outros.

Na manhã do dia 30, haverá oito seminários, das 9 às 11h, abordando os seguintes temas: Educomunicação, Mística do comunicador cristão, Aplicação do marketing político na Igreja Católica, Utilização de redes sociais em campanhas de evangelização, A influência da indústria cultural na sociedade, Comunicação integrada a serviço da Igreja Católica, Comunicação Regional, Comunicação e Cidadania. A meta da Equipe organizadora do 4º Mutirão é reunir 400 agentes pastorais, mediante inscrição, na qual cada um define a oficina e o seminário dos quais quer participar.
.
.
Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais divulga tema do Dia Mundial das Comunicações 2011

Foi revelado no dia 29 de setembro de 2010, pelo Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, no Vaticano, o tema para o 45º Dia Mundial das Comunicações 2011. “Verdade, anúncio e autenticidade da vida na era digital” foi escolhido pelo papa Bento XVI, que deve divulgar o texto completo da mensagem no dia 24 de janeiro de 2011, na festa de São Francisco de Sales, patrono dos jornalistas.

Segundo o Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, em seu comunicado oficial à imprensa, a comunicação deve ser entendida e centrada na pessoa humana que está no coração de todos os processos comunicativos. “Mesmo em uma era que é amplamente dominada e, por vezes condicionadas, pelas novas tecnologias, o valor do testemunho pessoal continua a ser essencial”.

O Pontifício Conselho pede que haja critérios baseados na verdade, principalmente pelos jornalistas católicos. “Para abordar a verdade e assumir a tarefa de compartilhar isso exige a ‘garantia’ de uma autenticidade de vida daqueles que trabalham na mídia, e especialmente dos jornalistas católicos, uma autenticidade de vida que não é menos necessária na era digital”.

Finalizando, o Pontifício Conselho pede a credibilidade na pessoa humana e não nas tecnologias. “A tecnologia, por si só, não pode estabelecer ou reforçar a credibilidade do comunicador, nem pode servir como uma fonte de valores que guia a comunicação. A verdade deve permanecer em um ponto firme e imutável de referência das novas mídias e o mundo digital, abrindo novos horizontes de informação e conhecimento”.
Fonte: site da CNBB

segunda-feira, 18 de abril de 2011

"L’Osservatore Romano" lança seu novo site

"Aventura-se com confiança na rede global"

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 18 de abril de 2011.
Por ocasião do início do sétimo ano do pontificado de Bento XVI, que se celebra nesta quarta-feira, ‘L’Osservatore Romano’ inaugura seu novo site, “aventurando-se com confiança na rede global”.

“Apoiado eficazmente pelo Serviço de Internet Vaticano e pela sociedade informática Everett, o jornal da Santa Sé será assim acessível em suas diversas edições (além do diário, os semanários em italiano, inglês, alemão, francês, espanhol, português e o mensal em polonês)”, destaca a edição de hoje.

Para as edições semanais e mensais, “será possível ativar assinaturas eletrônicas”, enquanto que “o acesso diário – na rede durante a tarde (hora de Roma), quer dizer, imediatamente depois da publicação e antes de chegar às bancas – será gratuito até o dia 31 de agosto (as assinaturas serão ativadas no dia 1º de setembro).

Os textos estarão disponíveis em italiano e progressivamente em outros idiomas, partindo do inglês, em www.osservatoreromano.va.

O primeiro número de ‘L’Osservatore Romano’ foi veiculado em Roma em 1º de julho de 1861, poucos meses depois da proclamação do Reino da Itália (17 de março do mesmo ano). O jornal retoma o nome de uma publicação anterior, veiculada entre 1849 e 1852, dirigida pelo abade Francesco Battelli e financiada por um grupo católico francês.

Os primeiros números tinham quatro páginas. No final de 1861, eliminou-se o subtítulo “jornal político-moral” e apareceram os lemas ‘unicuique suum’ e ‘non praevalebunt’, ainda presentes.

No início, ‘L'Osservatore Romano’ não tinha sede própria. Os redatores trabalhavam na tipografia onde se imprimia o jornal. Desde 1862, a redação foi instalada no palácio Petri, onde em seguida se implantaria a tipografia propriamente. O primeiro número foi impresso em 31 de março.

Na primeira década de vida, o jornal dedicou muito espaço aos temas de política internacional, incluindo a “Questão romana”. Quase nunca, contudo, discutiam-se problemas puramente políticos; tratava-se mais de questões de justiça e injustiça nos atos públicos e suas consequências para a religião católica, a moral e a sociedade.

Com a ‘Breccia di Porta Pia’ (20 de setembro de 1870, L’Osservatore Romano passou de órgão “semi-oficial” do Estado Pontifício a jornal de oposição dentro do Reino da Itália.

Nesses anos, foi confiscado muitas vezes, mas os redatores continuaram lutando, e inclusive o ‘L’Osservatore Romano’ começou a substituir o ‘Giornale di Roma’, órgão oficial do Estado Pontifício, na comunicação de notícias oficiais que afetavam a Igreja.

Tudo isso se fez mais evidente durante o pontificado de Leão XIII, que adquiriu a propriedade do jornal e que desde 1885 fez dele o órgão de informação da Santa Sé.

Igreja e Comunicação no Brasil: o impulso do Concílio Vaticano II

Em 2011, precisamente no dia 25 de dezembro, celebramos os 50 anos de convocação do Concílio Vaticano II, por João XXIII, através da bula Humanae salutis. Neste ano corrente, é preciso verificar a atualidade desse que é o Vigésimo Primeiro Concílio Ecumênico da Igreja Católica.

A renovação pastoral trazida pelo Vaticano II fez com que a Igreja descobrisse, cada vez mais, a urgência e a necessidade de desenvolver uma atividade evangelizadora que fosse eficaz e que respondesse aos interrogativos, expectativas, preocupações e perplexidades da cultura hodierna. Encontramo-nos imersos num momento cultural fortemente marcado e criado, de certo modo, pela Comunicação, que, nos últimos tempos, adquiriu a grande força de condicionar e estimular o curso da história humana e, consequentemente, também aquele da Igreja Católica.

Devemos dizer aqui também que o período sucessivo à celebração do Concílio Vaticano II representa um dos momentos mais ricos e fecundos da caminhada eclesial, especialmente no Brasil. No caso específico do Brasil, o Concílio foi preparado pela intensa renovação já em ato desde a década de cinquenta. E as relações entre a Igreja Católica no Brasil e a Comunicação se inserem dentro deste quadro de renovação.

Por outro lado, estes são anos bastante turbulentos, pois abarcam um período de profundas transformações tanto do ponto de vista sócio-político-econômico-cultural-ético, como do ponto de vista eclesial, não sem uma forte e grave influência da Comunicação.

É sabido como a repercussão do Concílio Vaticano II na América Latina foi intensa. O Brasil não ficou à margem desta grande movimentação. Pelo contrário, podemos até atribuir-lhe um papel de liderança no Continente, devido a um episcopado lúcido, organizado e atuante, como também a um povo de grande tradição Cristã-Católica e desejoso de encontrar no Evangelho uma motivação e um sustento na luta por uma transformação da própria realidade tão sofrida e explorada.

Bispos, presbíteros, diáconos, agentes de pastoral, mulheres e homens de fé estiveram muito envolvidos em toda esta recente história, não só sendo abertos e receptivos às novas ideias e transformações, mas sendo eles próprios operadores ativos deste processo histórico. É, portanto, este um período bastante significativo e fecundo no diálogo entre Igreja e Comunicação.

Impulsionada pelo Concílio, a Igreja Católica tem se esforçado em compreender os novos desenvolvimentos culturais da pós-modernidade e o papel fundamental que a Comunicação desenvolve nesta. Iniciando um processo de nova consciência eclesial, na qual ela seja capaz de criar uma planificação pastoral comunicacional que a coloque em diálogo e salutar debate com a cultura e a sociedade midiática atual (aqui, sem dúvida, insere-se a importância dos mutirões já realizados e do próximo que celebraremos).

Somente assim, Comunicação e Comunhão serão sinônimos, e a Igreja Católica compreenderá os desafios e os interrogativos que lhe são apresentados, oferecendo aquelas palavras de vida eterna que somente Jesus Cristo, o Santo de Deus, pode comunicar e da qual ela é legítima depositária.

Prof. Dr. Pe. Abimar Oliveira de Moraes
Departamento de Teologia PUC-Rio
Fonte: MUTICOM

12º Muticom da diocese de Barra do Piraí Volta Redonda discute “Comunicação, Mobilidade com Qualidade de Vida”

A Pastoral da Comunicação (Pascom) da diocese de Barra do Piraí Volta Redonda (RJ) vai promover, entre os dias 30 de abril e 1º de maio, o 12º Mutirão Diocesano de Comunicação (Muticom), no Centro Pastoral de Arrozal. O tema do evento diocesano está em sintonia com o 7º Muticom Brasileiro, que acontece em julho, no Rio de Janeiro. “Comunicação, Mobilidade com Qualidade de Vida”. A psicóloga e vice-prefeita de Itatiaia (RJ), Gilda Mollica, vai abordar a questão das relações humanas e o cuidado com a vida.
Haverá outro momento do Muticom sobre orientações teóricas e práticas de como produzir textos no Word 2010; além de partilha de experiências sobre a ação da Pascom na diocese, de acordo com as novas Diretrizes Pastorais Diocesanas.
Uma oficina sobre o Projeto de Inclusão Digital vai complementar as atividades, prevista para acontecer no laboratório de informática do distrito de Arrozal.

Confira a Pauta:

12º MUTIRÃO DE COMUNICAÇÃO DIOCESANO – MUTICOM – PASCOM 2011
TEMA: “COMUNICAÇÃO, MOBILIDADE COM QUALIDADE DE VIDA”

Dia 30 abril – (Sábado)

13h – Acolhida – Recepção – credencial
14h – Oração e abertura
14h30 – Conferência 1: Comunicação, Relações humanas com qualidade de vida – assessoria psicóloga e vice-prefeita de Itatiaia (RJ): Gilda Mollica
15h30 – Intervalo – Lanche
16h – Continuação da conferência – psicóloga - Gilda Mollica
17h30 – Intervalo – banho
19h – Jantar
20h – Noções de Word (Equipe Diocesana IDIM)
21h – Partilha de trabalho (PASCOM NAS CEBs)
22h – Encerramento

1º de Maio - Domingo

7h – Missa – com Dom João
8h – Café
9h – Oficinas do Projeto de Inclusão Digital – Laboratório de Arrozal
12h – Almoço
13h – Continuação – Oficinas do Projeto de Inclusão Digital
16h – Encerramento
Fonte: site da CNBB

sábado, 16 de abril de 2011

Diretor do filme “Cristiada" espera que esta produção inspire a defesa da liberdade religiosa

Cuajimalpa, 14 de Abril de 2011.

O cineasta Dean Wright espera que seu filme "Cristiada" inspire a defesa da liberdade religiosa através do testemunho dos homens que deram sua vida por manter sua fé durante a perseguição anti-cristã que estremeceu o México na década de 20.
Em uma entrevista concedida ao grupo ACI, Wright –ganhador do Oscar por seu trabalho com os efeitos especiais do Senhor dos Anéis– compartilhou detalhes do filme que será estreado no final do ano e que apresenta as histórias de "cinco pessoas ordinárias que optaram por levantar-se para (proteger) seus direitos".
"Quando se encontraram envolvidos nesta guerra civil, decidiram o que fariam e quão longe queriam chegar para manter sua liberdade", indicou o diretor e destacou o grande apoio e entusiasmo da população católica mexicana pelo filme que apresenta um dos períodos mais difíceis para a Igreja no século passado.
O cineasta conheceu a história da Guerra “Cristera” através de sua amizade com o produtor mexicano Pablo José Barroso, quem lhe enviou o script daquele que é o primeiro filme em sua carreira de diretor.
Wright recordou que em 1926, o Presidente do México Plutarco Elías Calles –interpretado pelo panamenho Rubén Blades- impulsionou leis anti-clericais que conforme recorda Wright eram discriminatórias e constituíram um ataque frontal contra a Igreja Católica.
"Não houve negociação e as pessoas ficaram no meio", afirmou e assinalou que o povo protestou e marchou nas ruas o qual foi visto como uma ameaça para o regime de Calles que "respondeu violentamente com um ataque contra uma igreja de Guadalajara. Dúzias, se é que não centenas, foram assassinados".
Os opositores de Calles se organizaram em armadas de "cristeros", "soldados de Cristo" que se uniram para defender sua liberdade de religião. Eles escolheram o grito de "Viva Cristo Rei", recordou o diretor.
Wright assegura que decidiu fazer o filme inspirado por estas "pessoas incríveis". "Era gente comum que teve que enfrentar decisões monumentais que não só os afetam como pessoas e famílias, mas toda a comunidade e a nação".

Os personagens

Cristiada narra a história de vários personagens complexos. Eduardo Verástegui interpreta o mártir leigo Anacleto González Flores, um brilhante advogado católico executado em 1927 e beatificado pelo Papa Bento XVI em 2005.
O ator Andy García interpreta Enrique Gorostieta Velarde, um general muito respeitado e bem-sucedido que lidera os grupos de cristeros. Gorostieta era famoso como ateu e tinha reservas com a Igreja mas assume o desafio de restabelecer o direito à liberdade religiosa para todos e ao longo da história "vemo-lo redescobrir não só o significado de sua vida, mas o significado da sua fé".
O ator Santiago Cabreras encarna o Padre José Reyes Vega, um sacerdote "nada santo" que toma as armas contra o governo anticlerical e comete sérios enganos.
Peter O’Toole interpreta o Padre Christopher, um sacerdote que à diferença do Padre José está comprometido com a paz. Eva Longoria interpreta Tulita, esposa do general Gorostieta. O elenco também inclui Catalina Sandino e Oscar Isaac como o legendário cristero conhecido como "el Catorce".

O trailer oficial da Cristiada pode ser visto em http://www.youtube.com/watch?v=6pu4gst3FmI
Fonte: ACIDIGITAL

TRAILER:

O Evangelho de Jesus Cristo segundo o twitter

Vejam que interessante:

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Pela primeira vez um artigo de jornal entra na Liturgia

Publicados os textos do Breviário na memória do beato Lolo

Por Jesús Colina

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 13 de abril de 2011. 
Pela primeira vez um artigo de jornal passou a formar parte da Liturgia das Horas, a oração da Igreja.
A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos aprovou que no dia 3 de novembro, memória litúrgica de Manuel Lozano Garrido, conhecido como Lolo, jornalista espanhol deficiente e cego durante anos, beatificado a 12 de junho de 2010, leia-se no Ofício de Leitura um de seus artigos jornalísticos.

Segundo informou a ZENIT o padre Rafael Higueras, postulador da causa de canonização de Lolo, a segunda leitura escolhida para os que celebrarem nesse dia sua memória litúrgica (na diocese de Jaén) corresponde a um artigo publicado pela agência ‘Prensa Asociada’, no dia 8 de abril de 1963, republicado por ao menos 7 jornais nessa data.

Trata-se de uma "Oração diante da mão com furos”, escrita quando Lolo tirou da parede o crucifixo que estava na cabeceira da sua cama, pois um dos pregos das mãos estava frouxo.

“A verdade é que nunca, Jesus, tinha me visto tão próximo de tua figura. Tão juntos estamos que me ocorreu que as aberturas de tuas mãos são boas lentes, as melhores, para ver e certificar a verdade do mundo”, escreveu o jornalista que estava quase totalmente paralisado.

O restante do artigo é uma visão do mundo através das mãos perfuradas do crucificado por amor.

“O que se vê é um mundo inquieto, e, como o estamos vendo a partir de uma janela redonda, nota-se em seguida a verdade do teu ofertório aos homens, essa sensação de um céu com degraus pelos quais todos sobem, dando os braços a um irmão mais velho”, escreveu.

Como indica a breve resenha biográfica que introduz o Ofício de Leitura, Manuel Lozano Garrido “nasceu em Linares (Jaén), a 9 de agosto de 1920. Pertenceu à Ação Católica e com 16 anos pôs em perigo sua vida para distribuir a Eucaristia nos anos da perseguição religiosa, motivo pelo qual foi preso”.

“Durante mais de 28 anos sofreu por causa da enfermidade que o levou à paralisia total e à cegueira. Soube superar suas dores com alegria, profunda oração e intensa vida de fé, dedicando-se ao jornalismo e sendo um fecundo escritor.” Morreu em Linares, a 3 de novembro de 1971.

Mais informação em http://www.amigosdelolo.com

Os textos da Liturgia das Horas podem-se ler em http://www.zenit.org/article-38948?l=spanish
Fonte: Site www.zenit.org

quinta-feira, 14 de abril de 2011

FILMES CATÓLICOS 1

AQUI HÁ DRAGÕES
(HISTÓRIA DE SÃO JOSEMARIA ESCRIVÁ)

(TRAILER)
                       
(A SER LANÇADO EM 25/03/2011)


CRISTIADA

(TRAILER)
(A SER LANÇADO NO FINAL DE 2011)


O 13o. DIA

(TRAILER)
FILME


DOS HOMENS E DOS DEUSES

(TRAILER)
                                         
(A SER LANÇADO EM 15/04/2011 NO RIO)


O LEÃO DE JUDÁ

(TRAILER)


APARECIDA - O MILAGRE
(TRAILER)


UMA CARTA AO PAI

(TRAILER).


A PAIXÃO DE CRISTO

(TRAILER)
FILME
http://www.salverainha.com.br/f001_paixao.html


AS FLORES DE SÃO FRANCISCO

(TRAILER)


MARCELINO PÃO E VINHO

(TRAILER)
FILME


OS DEZ MANDAMENTOS

FILME


O MILAGRE DA VIRGEM DE FÁTIMA

FILME


IRMÃO SOL, IRMÃ LUA
(SÃO FRANCISCO DE ASSIS)

FILME


O MILAGRE EUCARÍSTICO DE LANCIANO
(DOCUMENTÁRIO)

FILME


KAROL, O HOMEM QUE SE TORNOU PAPA

FILME


MARIA, MÃE DO FILHO DE DEUS

FILME

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Criatividade na Evangelização

Vejam que vídeo bem montado e criativo feito pelos americanos, convocando as pessoas para o "Dia Nacional de Oração."
É um bom exemplo, que pode servir para nós católicos do Brasil, começarmos a também começarmos a fazer vídeos criativos convocando nossos irmãos para Eventos, Celebrações e Campanhas Católicas.
Está na hora de inovarmos e sermos mais criativos com as coisas de Deus, não acham!
Vejam que bom exemplo americano. Aliás, este não é o primeiro exemplo de criatividade na Evangelização pela internet dos americanos. Nesse aspecto eles podem nos ensinar muito. E cabe a nós aproveitarmos os exemplos e desenvolvermos nossos próprios trabalhos nessa área.
Vamos ao vídeo:

WEBTV Católica da Espanha atinge 800.000 pessoas no mundo em um ano

Um ano atrás, começou um novo canal de tv na Internet, a Tv Magnificat, projeto audiovisual das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria,da Espanha.

“A TV é sintonizada em 73 países e alcançou uma tiragem de mais de 800.000 espectadores”, afirma o sacerdote espanhol James Martin, fundador do movimento espiritual já aprovado pelo Vaticano, presente em 31 países .
“Embora a maior parte de sua programação de tempo é em espanhol, sua enorme popularidade é devido ao grande diáspora de imigrantes latino-americanos”.
“Graças a Tv Magnificat, imigrantes cristãos que vivem em países islâmicospodem participar da missa onde a religião católica é proibida, como a Arábia  Saudita, ou  em  outras  onde  é  muito  difícil  encontrar  igrejas  católicas ”, disse  o  padre  Martin.
Na sua programação, os telespectadores podem assistir direto do Vaticano – incluindo conexões ao vivo para as viagens do papa – uma série de programas muito diferentes – , que ajudará a aprofundar as questões da espiritualidade mariana em apologética, em matéria de vida familiar ou a liturgia, dentre muitos outros.
Além disso, cada semana, há um programa de análise de que de mais importante aconteceu nos últimos sete dias na vida da Igreja.
A  TV Magnificat  tem  instalações  de  produção  em  Barcelona, ​​Madrid, Panamá  e  logo  mais em Roma.
Seu “cérebro” está no centro de Barcelona e de lá transmitido a todos os países do mundo onde a internet alcança.
“Além de ser uma proposta de televisão dedicado à evangelização e totalmente fiel à Igreja e ao Papa, alimentado pela colaboração de uma grande equipe de voluntários, que lhe permite trabalhar com custos muito  baixos, evitando assim  um  grande problemas com o resto da televisão católica “, diz o padre Martin.
Para mais informações, a sua própria estação de site:
Fonte: Site da Comunidade Shalom - Blog Carmadélio

terça-feira, 12 de abril de 2011

Vaticano convoca Blogueiros do Mundo todo para Encontro em Roma

Sujeitos fundamentais da nova comunicação

CIDADE DO VATICANO,

Os Conselhos Pontifícios da Cultura e para as Comunicações Sociais convocaram um encontro de blogueiros em Roma, no dia 2 de maio próximo.

“Este encontro tem como objetivo permitir um diálogo entre os blogueiros e representantes da Igreja, compartilhar experiências dos que trabalham diretamente neste campo e compreender melhor as necessidades desta comunidade”, explica um comunicado de imprensa emitido pelos organizadores.

“O encontro permitirá também apresentar algumas das iniciativas que a Igreja está empreendendo para entrar em contato com o mundo dos novos meios de comunicação, tanto em Roma como em outros lugares”, acrescenta a nota.

Nos dois painéis previsto, diversos relatores apresentarão alguns aspectos decisivos para uma discussão geral aberta a todos os participantes.

No primeiro painel, cinco blogueiros, representantes de diversas áreas linguísticas, abordarão temas específicos.

O segundo painel oferecerá o testemunho de pessoas implicadas na estratégia comunicativa da Igreja. Elas apresentarão suas experiências de trabalho com os novos meios de comunicação, assim como as iniciativas para assegurar um compromisso efetivo da Igreja com o mundo dos blogs.

Entre os participantes estarão o cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho Pontifício da Cultura, o arcebispo Claudio Celli, presidente do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, e o padre Federico Lombardi, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Ao apresentar na última sexta-feira (08/04) a iniciativa, o cardeal Ravasi reconheceu que “sabemos que no geral os blogueiros são um pouco provocadores”. Mas ele mesmo questionou: “Como seria possível ignorá-los? São sujeitos fundamentais da nova comunicação”.

Um aspecto importante do encontro será a possibilidade de estabelecer contatos e intercâmbios informais entre os participantes, para abrir no futuro novos cenários de interação.

O encontro acontecerá um dia depois da beatificação de João Paulo II, aproveitando a presença em Roma de numerosos blogueiros.

Os que desejarem participar devem enviar um e-mail para blogmeet@pccs.it, colocando o link do respectivo blog. A sede do encontro será o auditório São Pio X, na Via da Conciliação, n. 5.
Fonte: Site www.zenit.org

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Encontro de comunicação em Teresina

O bispo de Picos (PI), dom Plínio José Luz da Silva, abriu na sexta-feira passada, 08/04, o Encontro de Comunicação do Regional Nordeste 4 da CNBB (Piauí). Mais de 70 pessoas participaram do encontro, que se estendeu até domingo, 10/04.
Dom Plínio destacou a importância do encontro para o Regional e lembro o compromisso da Igreja com a comunicação.
“Queremos que nossa comunicação, a partir de nossa experiência de Igreja, chegue a todos os povos’, disse o bispo, que é o responsável pela comunicação no Regional. “Que nossa Igreja seja comunicadora da verdade, usando os meios [de comunicação social]”, finalizou.
O encontro debate o tema Comunicação e Evangelização. Os assessores da CNBB, Irmã Élide Fogolari (Setor de Comunicação Social) e padre Geraldo Martins Dias (Imprensa), fazem as conferências previstas para hoje. Amanhã, serão oferecidas cinco oficinas: comunicação e liturgia; rádio; produção de notícias; internet e técnicas de som no espaço litúrgico.

Memória

O padre Tony Batista, ao fazer breve relato sobre a comunicação no Regional, insistiu na importância desta cadeira na grade curricular dos futuros padres. “Os seminaristas hoje estão mais preocupados com a redá do paramento do que com a comunicação; mais com o rito do que com o que ele comunica”, lamentou o padre.
Segundo padre Batista, a Igreja de Teresina goza de muita credibilidade graças à sua presença na mídia. Desde 1962, a arquidiocese possui a Rádio Pioneira. “Nossa rádio sempre esteve em primeiro lugar em audiência e em credibilidade. O respeito pela Igreja de Teresina passa pela rádio Pioneira”, acentuou.
Padre Batista recordou também que Teresina foi a primeira diocese no Brasil a criar um vicariato da comunicação, seguida por São Paulo. “Hoje não temos mais o vicariato, mas um setor de comunicação”, esclarece.

Pascom

Este é o tema que os participantes discutem nesta manhã, com assessoria da Irmã Élide Fogolari. A assessora apresentou os conceitos de pastoral e de comunicação. Mostrou, ainda, o processo para a formação da Pastoral da Comunicação na paróquia.
Fonte: Site da CNBB